Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Após luta contra as drogas, astro de Esqueceram de Mim reaparece mais saudável

Após lutar contra a dependência química, Macaulay Culkin reaparece mais saudável durante evento em Nova York

CARAS Online Publicado em 15/10/2013, às 17h41 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Macaulay Culkin em 2012 e  na semana passada - Reprodução
Macaulay Culkin em 2012 e na semana passada - Reprodução

Astro dos filmes da franquia Esqueceram de Mim, Macaulay Culkin chocou o público e a imprensa ao aparecer magérrimo e desgrenhado em 2012.

+ Macaulay Culkin é confundido com mendigo nas ruas

Na ocasião, o ator chegou a ser fotografado passando mal na rua e a imprensa norte-americana noticiou fortemente a sua suposta luta contra a dependência química em heroína. Segundo o Radar Online, Macaulay levava uma vida desregrada, chegando a fumar cerca de 60 cigarros por dia na tentativa de ficar longe das drogas.

+ Mila Kunis teria deixado ator por causa das drogas

Na semana  passada, no entanto, o ator voltou a surpreender ao aparecer com um ar bem mais saudável - e totalmente sóbrio - durante o Comic Con, em Nova York. Com as unhas pintadas com esmaltes bem coloridos, o ator, de 33 anos, participou como convidado de uma das mesas, ao lado dos comediantes Matthew Senreich, Seth Green e Breckin Meyer.

+ Macaulay Culkin teria se entregado ao vício em heroína

Sorridente, Macaulay também usava orelhas de coelho coloridas e óculos escuros. De acordo com o Daily Mail, o ator, que visivelmente ganhou peso no último ano, cumprimentou o público com simpatia e fez até uma piada.

No ano passado, quando surgiram fotos do ator magérrimo, um amigo de Macaulay chegou a dizer em entrevista ao Radar Online que temia pela vida do ator. "Macaulay Culkin está morrendo. Ele é viciado em heroína, oxycodone, Percocet e Vicodin. Eu testemunhei seu uso de drogas, que aumentou tanto no último ano e meio que ele precisa de ajuda imediatamente. Seus amigos mais íntimos temem que ele tenha uma overdose ou que seu coração venha a explodir. Se não tiver ajuda, ele pode estar morto em seis meses", afirmou na ocasião.