Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS
Realeza / Eita!

Após entrevista, pai de Meghan Markle afirma que não acredita que realeza seja racista

Thomas Markle, pai de Meghan Markle, se pronuncia sobre entrevista da filha para Oprah

CARAS Digital Publicado em 09/03/2021, às 07h54 - Atualizado às 08h23

Após entrevista, pai de Meghan Markle afirma que não acredita que realeza seja racista - Reprodução
Após entrevista, pai de Meghan Markle afirma que não acredita que realeza seja racista - Reprodução

Após a polêmica entrevista de Meghan Markle e Harry para Oprah, o pai da ex-atriz, Thomas Markle, se pronunciou pela primeira vez em entrevista ao programa Good Morning Britain.

Ele, que não fala com a familiar desde 2018, afirmou que não acredita que a família real britânica seja racista.

"Tenho grande respeito pela realeza. Não acho que a Família Real britânica seja racista. Não acho que os britânicos sejam racistas", e continuou: "Acho que Los Angeles é racista, a Califórnia é racista, mas não acho que os britânicos sejam. A questão de qual será a cor do bebê ou quão escuro será o bebê, estou supondo e esperando que seja apenas uma pergunta idiota de alguém. Pode ser simples assim. Pode ser alguém que fez uma pergunta estúpida, em vez de ser um racista total".

POLÊMICA NA FAMÍLIA

Durante o bate-papo, Thomas ainda ressaltou que já se desculpou diversas vezes com Meghan por ter passado informações para os tabloides britânicos. Na época, ao ser questionado, ele negou. "Resumindo, nunca ouvi de Meghan e Harry de nenhuma forma".

Ele ainda disse que "se apoia" na imprensa para chegar perto do casal. "Eu nunca tive resposta de Meghan ou Harry de qualquer maneira. Eles dizem que eu estou tirando vantagem com a imprensa, basicamente o que eu faço é porque não ouvi deles. Se eu não tiver notícia deles em trinta dias, então contarei nova história para a imprensa. Estou falando com a imprensa porque eles não falam comigo. Quando decidirem falar comigo, eu paro de falar com a imprensa".

"Ninguém tirou um tempo para proteger a nossa família. Fomos atacados pela imprensa todos os dias, minha filha mais velha, meu filho, meu neto, e ninguém estava lá por nós, cuidando de nós", completou.