Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Luísa Sonza critica marcas que derrubam parcerias com artistas que se posicionam politicamente

Indignada, Luísa Sonza desabafa sobre marcas que estão derrubando publis com influencers politizados

CARAS Digital Publicado em 09/06/2022, às 15h31

Em desabafo, Luísa Sonza fala sobre o papel de influenciadores - Reprodução/ Instagram
Em desabafo, Luísa Sonza fala sobre o papel de influenciadores - Reprodução/ Instagram

Ser uma figura pública nunca foi fácil. Mas, aparentemente, também nunca foi tão difícil.

Luísa Sonza (23), que não costuma ficar calada em meio a polêmicas, levantou um ponto interessante nesta quinta-feira, 09.

Em seu Twitter, a cantora expôs que existem marcas que não estão permitindo que os artistas se posicionem politicamente.

“É de uma tristeza profunda saber que as marcas estão derrubando campanhas de publicidade com celebridades e influencers que se posicionam politicamente. O que deveria ser uma necessidade para se contratar. Eu fico indignada”, começou.

“A empresa que cuida da minha publicidade e de mais de 350 influencers entre eles outros cantores, me informou que anda recebendo mensagens de algumas marcas insinuando e até derrubando trabalhos com pessoas que se posicionam politicamente. Vocês querem influencers que influenciam o que? Só a comprar seus produtos? Porque eu acredito numa influência real que melhora nossa sociedade e faz o jovem pensar, querem pessoas que só consomem o que vocês quiserem e não saibam falar nada sobre política e sociedade. Que futuro vocês querem pra nós?”, questionou a dona do álbum DOCE 22.

Em seguida, Luísa fez questão de ressaltar que este não é um problema pessoal: “E de verdade, eu não falo isso por mim. Pelo meu tamanho, eu fecho a publicidade que eu quiser hoje em dia independente de qualquer coisa, eu falo isso pela minha preocupação com o que estamos virando, tenho medo de nos tornarmos uma sociedade que simplesmente não se posiciona, que não pensa por si próprio, que não fala e não discute questões vitais pra nosso futuro e nossa sociedade”.

“Eu não quero viver num país burro com jovens que só podem postar dancinhas, fazer fotos bonitas nas redes sociais e apenas isso ser de acordo com o que as marcas querem. Influencer virou uma profissão. Isso nem se discute mais. Esses jovens (não só jovens, mas a maioria, pelo menos) de fato tem grande influência na vida e no pensamento de milhões de pessoas. Se a gente não puder usar essa força pra algo além, de que adianta tanto?”, refletiu ao final.

Confira os Tweets com o desabafo de Luísa Sonza: