Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Esporte / Bastidores

Caso Daniel Alves: Saiba o que a esposa dele falou no depoimento

A modelo Joana Sanz, que é a esposa de Daniel Alves, prestou depoimento durante o julgamento dele no caso de abuso sexual em uma boate

por Priscilla Comoti

pcomoti_colab@caras.com.br

Publicado em 06/02/2024, às 16h50 - Atualizado em 07/02/2024, às 12h37

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Daniel Alves e Joana Sanz - Foto: Getty Images
Daniel Alves e Joana Sanz - Foto: Getty Images

O segundo dia do julgamento do jogador de futebol brasileiro Daniel Alves aconteceu nesta terça-feira, 6, e contou com o depoimento de pessoas próximas a ele. E um dos depoimentos foi da esposa dele, a modelo Joana Sanz. Ela foi ao tribunal para ajudar a estratégia de defesa dos advogados dele.

Segundo a imprensa internacional, Joana falou sobre a noite em que o marido teria estuprado uma mulher no banheiro de uma boate em Barcelona, na Espanha. No depoimento, ela contou que Daniel saiu de casa para jantar com os amigos e voltou por volta das 4h da madrugada. Ela disse que ele estava muito embriagado. Ele entrou no quarto, bateu no armário e caiu na cama.

"Ele foi comer com seus amigos no restaurante. Passou o dia aí e voltou era quase 4 da manhã. Voltou muito bêbado, fedendo a álcool. Bateu no armário e caiu na cama", disse ela, segundo o site Globo Esporte. 

Vale lembrar que Joana Sanz chegou a se separar de Daniel Alves em 2023 depois que ele foi detido e fez posts insinuando decepção com o marido, mas eles seguem casados. Ela foi convocada pela defesa do jogador para ajudá-lo a receber uma sentença menor. Além dela, a defesa convocou outros amigos e familiares do atleta.

Tanto que um dos amigos, Bruno Brasil, já deu o seu depoimento e falou sobre a suposta vítima do jogador. Ele contou que viu a mulher sair do banheiro, mas que ela não demonstrava desconforto e não a viu chorando. Ele ainda disse que Daniel a chamou para dançar de forma respeitosa e que teve uma química entre eles.

O julgamento de Daniel Alves durará três dias, sendo que começou na segunda-feira. Ele está preso há mais de um ano em prisão preventiva e seu depoimento deve acontecer apenas na quarta-feira, 7.

Daniel Alves está preso desde o dia 20 de janeiro de 2023. Ele é acusado por uma mulher de abusar dela no banheiro de uma boate em Barcelona em dezembro de 2022. 

O depoimento da mulher que fez a denúncia

A identidade da mulher que fez a denúncia contra Daniel Alves é mantido em sigilo para preservá-la. Inclusive, o depoimento dela foi feito de forma restrita e à portas fechadas. Em seu depoimento, ela disse que foi até a boate com um grupo de amigos e foram convidados para irem até a área VIP.

Lá, ela foi apresentada para Daniel Alves e eles dançaram juntos. Inclusive, ele colocou a mão dela em suas partes íntimas e ela reagiu assustada. Durante a madrugada, ele a convidou para acompanhá-lo até uma porta, que era o banheiro. Ela tentou sair do local, mas foi impedida. Ele fez o ato sexual com ela e saiu do banheiro. Ela contou para uma amiga o que aconteceu e foi até um hospital. Depois disso, ela fez a denúncia na polícia e o exame encontrou o DNA do jogador. 

As versões de Daniel Alves

Ao longo do ano em que ficou preso na Espanha, Daniel Alves já apresentou quatro versões para o que aconteceu naquela noite na boate. Em sua primeira versão, ele disse que não teve relação sexual com a mulher que o acusa e disse que não a conhecia. Na segunda versão, ele afirmou que estava no banheiro quando a mulher entrou, mas não teve contato com ela.

Na terceira versão, após ter sido preso, Daniel Alves afirmou que a relação sexual foi consensual e que eles fizeram sexo oral. Na quarta versão, ele disse que a relação foi consensual e teve penetração. Agora, a defesa dele deverá apresentar uma quinta versão, na qual ele vai dizer que estava embriagado e não teria plena consciência do que fez.

Carta aberta de Daniel Alves

O jogador de futebol Daniel Alves escreveu uma carta aberta para a ex-mulher, Joana Sanz, há poucas semanas. De acordo com o jornal 'Y Ahora Sensoles', ele escreveu: “Minha querida Joana, foram quase 8 anos de muito amor, carinho, respeito e cuidado mútuo. Em particular nos últimos anos. Ao seu lado tudo parece mais fácil e prazeroso. Você e meus filhos Dani filho e Victoria, foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida. Nos tornamos desde o dia em que nos conhecemos, desde o primeiro minuto em que começamos uma vida juntos", garantiu.

"Acompanhamos um ao outro todos esses anos, fortalecendo um ao outro e iluminando a vida um do outro. Agora, nesses momentos difíceis, lamento sua decisão e espero que a vida nos dê outra chance de te amar novamente. Entendo a dor que a situação injusta que estamos vivendo está causando, e entendo que você não tenha aguentado toda essa pressão. Os fatos de que sou acusado são estranhos a mim e aos valores que nortearam minha vida: amor, respeito e esforço. Vou continuar lutando como sempre fiz, acreditando em mim com o apoio e a confiança de quem realmente sabe quem eu sou; Lutarei até o fim com o amor incondicional dos meus filhos, dos meus pais e daqueles que continuam ao meu lado, para logo provar minha inocência ao mundo inteiro. Seja onde for, seja como for, seja o que for, mas para sempre em meu coração. Com muito amor (assinatura de Daniel Alves)”, finalizou.