Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Cinema / A MENINA QUE MATOU OS PAIS

Leonardo Bittencourt conta como foi viver Daniel Cravinhos em filme: "Existe um cuidado"

O ator Leonardo Bittencourt comentou sobre a repercussão de trabalho no filme A Menina que Matou os Pais

por Surenã Dias

sdias_colab@caras.com.br

Publicado em 14/11/2023, às 18h31

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Leonardo Bittencourt interpretou Daniel Cravinhos na trilogia A Menina que Matou os Pais - Foto: Reprodução / Primevideo
Leonardo Bittencourt interpretou Daniel Cravinhos na trilogia A Menina que Matou os Pais - Foto: Reprodução / Primevideo

Desde que estreou com a trilogia A Menina que Matou os Pais, produção do Prime Video, o ator Leonardo Bittencourt (29) tem chamado atenção do público de casa. Intérprete de Daniel Cravinhos (42), ex-namorado de Suzane von Richthofen (40), ele defende o gênero 'true crime', que mostra bastidores de crimes famosos.

Em entrevista ao site Aventuras na História, Leonardo afirmou que o brasileiro é acostumado com a narrativa do mocinho e do vilão, mas que este ponto de vista é diferente da vida real.

"O objetivo de se contar essa história é poder trazer o debate sobre o que aconteceu naquele crime, entender que não é um caso isolado e como a gente pode evitar que esses erros se repitam na sociedade. A maioria das pessoas entende, inclusive, o barulho que existe na internet vem desse receio de existir uma glamourização sobre o protagonista”, argumentou.

O ator avalia que muitas pessoas ainda acreditam na possibilidade de Suzane seja colocada como vítima ou heroína da história, mas ele garante que o filme tem um grande cuidado em focar nos detalhes do crime e nos bastidores do caso.

"Existe um receio de que a Suzane, de alguma maneira, seja tratada como uma heroína e quem assistir qualquer minutagem do filme vai entender que isso não acontece. A gente mostra a realidade, pelo contrário, não existe nenhum tipo de engrandecimento do ato", declara.

Ainda durante a entrevista, Leonardo, que também atuou na série Segunda Chamada, da TV Globo, disse que estudou bastante para exibir na tela um traço diferente da personalidade de Daniel Cravinhos, que poucas pessoas conhecem de verdade. 

“Contamos com um respaldo muito grande dessas informações, e a partir delas que comecei a montar esse personagem, que apesar de estar no imaginário das pessoas, os irmãos Cravinhos, não era de tanto conhecimento sobre o que aconteceu antes do crime. Então, eu tinha essa responsabilidade de passar e contar essa história”.

Para conferir a entrevista completa, basta acessar este link.