Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Carnaval / EM SALVADOR

'Sempre dá frio na barriga', diz Bell Marques após 40 anos de Carnaval

Em entrevista à CARAS Brasil, Bell Marques revela detalhes de sua preparação para subir em trio e confessa nervosismo após 40 anos de Carnaval

por Surenã Dias

sdias_colab@caras.com.br

Publicado em 09/02/2024, às 14h47

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Bell Marques no Bloco da Quinta, no circuito Barra - Ondina, em Salvador - Foto: Agnews
Bell Marques no Bloco da Quinta, no circuito Barra - Ondina, em Salvador - Foto: Agnews

Figura marcante no Carnaval de Salvador, Bell Marques (71) confessa que, mesmo após uma estrada de pouco mais de 40 anos atuando na folia baiana, subir no trio ainda lhe dá nervosismo. Em entrevista à CARAS Brasil, o artista revelou como se prepara para a maratona intensa de shows e garantiu que faz questão de se dedicar 100% ao Carnaval de sua terra. 

"É engraçado como, mesmo depois de mais de 40 anos fazendo isso, o primeiro dia sempre dá frio na barriga, dá aquela ansiedade, aquela preocupação para que tudo se ajuste, mas fico feliz que sempre dá certo", confessa o veterano. 

Nesta quinta-feira, 8, o artista iniciou seu Carnaval puxando o Bloco da Quinta, no circuito Barra - Ondina, um dos preferidos entre turistas e soteropolitanos. Depois do desfile, ele garante que o saldo foi mais do que positivo: "Foi um circuito muito leve, de paz, sem violência, que é o que a gente espera. Carnaval é festa, é alegria, e ver as pessoas com essa intenção atrás do trio me deixa muito feliz".

Mas para aguentar essa verdadeira maratona de shows, Bell conta que também precisa de muita dedicação. Sem superstições, ele prefere ficar de olho na boa alimentação e na preparação física, a qual fica ligado o ano todo.

Leia também: Karol Conká promete Carnaval inspirado em 'negonas do pop'

"A preparação pro Carnaval nunca é só nos dias de Carnaval, é o ano todo, com exercícios e boa alimentação. No Carnaval em si, até me resguardo, deixo de correr para evitar lesões, descanso a voz e tento relaxar ao máximo quando não estou no trio", declara.

Com agenda cheia durante o ano, onde costuma participar de diversas micaretas pelo país, Bell conta que gosta de reservar seu Carnaval para tocar todos os dias em Salvador. "Estou sempre ligado ao Carnaval de todo o país, seja São Paulo, Rio, Recife, mas no Carnaval de Salvador mesmo, gosto de me dedicar 100% à cidade", afirma ele, que, após a quarta-feira de cinzas, fará dois shows no Rio de Janeiro.