Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

“Ele estava deprimido e fragilizado”, diz Sônia Abrão sobre saúde de Chorão

Em entrevista concedida à CARAS Online, Sônia Abrão comentou que seu primo Chorão, morto nesta quarta-feira, 6, estava se sentindo deprimido e fragilizado emocionalmente

Redação Publicado em 06/03/2013, às 12h52 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Sônia Abrão e Chorão - Arquivo CARAS e Fred Pontes/Divulgação
Sônia Abrão e Chorão - Arquivo CARAS e Fred Pontes/Divulgação

Sônia Abrão (53), prima de Chorão, esteve na manhã desta quarta-feira, 6, no apartamento em que o cantor foi encontrado morto, no bairro de Pinheiros, em São Paulo. Em conversa com a CARAS Online, a jornalista afirmou que o cantor apresentava sinais de depressão, uma vez que tentava superar recente separação da esposa.

"Ele estava deprimido e muito fragilizado emocionalmente, mas estava levando. Ele estava cumprindo a agenda de shows normalmente. Está todo mundo tão chapado com essa história. Ele realmente fez o que gostava de maneira profunda e apaixonada. E tinha que ser assim, o que ele viveu valeu!,” lamentou.

A apresentadora também afirmou que o primo estava de férias e seu retorno ao trabalho estava marcado para o dia 22 de março, no Rio de Janeiro, e 23, no interior de São Paulo.

O artista nasceu em São Paulo, no dia 9 de abril de 1970. Ele mudou para Santos, onde conheceu Luís Carlos Leão Duarte Jr, o Champignon, e formou com os guitarristas Marcão e Thiago Castanho e o baterista Renato Pelado a primeira formação da banda.