Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Débora Rodrigues conta que era indesejada pelo pai

Em entrevista exclusiva à CARAS Online, Débora Rodrigues, integrante do ‘Mulheres Ricas’, revela que era indesejada pelo pai e comenta algumas polêmicas do reality show

Redação Publicado em 01/02/2012, às 17h36 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

Débora Rodrigues - Fabio Miranda
Débora Rodrigues - Fabio Miranda

Débora Rodrigues (43) é muito diferente da filha, Jackeline (25), principalmente quando o assunto é moda e o jeito de se vestir. Em entrevista exclusiva à CARAS Online, a ex-integrante do Movimento Sem Terra e atual participante do reality show Mulheres Ricas, da Band, revelou porque é tão diferente da herdeira.

“Criei ela como minha bonequinha, ao contrário da minha família. Meu pai sempre quis filho homem e deixou claro que eu era indesejada”, contou Débora. “Lidei com isso suprindo as necessidades, era algo que eu precisava superar mais cedo ou mais tarde”.

Além da rejeição da família, Jackeline acha que o meio em que a mãe convive, já que ela é piloto da Fórmula Truck, interfere um pouco no modo de ela se vestir. “Eu não vivo no meio masculino, por isso uso peças bem femininas, já ela precisa sempre estar de calça, jaquetas e tênis, peças mais específicas para a atividade dela e isso se tornou sua forma de se vestir”.

Débora ainda comentou a polêmica que critica a exibição do programa que retrata a riqueza em um país de terceiro mundo. “As polêmicas começam pelo nome do programa, que é feio. Já sabia que o nome ia dar o que falar, mas não achei que fosse dar essa repercussão. E também há polêmica porque moramos em um país pobre, com serviços ruins, e falamos de riqueza. As pessoas atribuem essas dificuldades ao programa e não vêem que é entretenimento, não é educativo”.

Mas este não é o único assunto que repercute rapidamente nas redes sociais e na internet. As discussões e as brigas entre as integrantes também é alvo de comentários. “Eu penso que, se não há necessidade de falar, de magoar, eu não falo. Ofendida não é a palavra certa, e sim decepcionada. Muitas vezes me sinto decepcionada com o que elas falam”.

Apesar das divergências, Débora pensa em fazer uma segunda edição de Mulheres Ricas. “Até semana passada eu não faria a 2ª edição, mas hoje digo que pensaria muito. Essa mudança se dá pelos fãs, por ouvir eles dizerem eles elogiando meu trabalho. Eles fazem isso valer a pena”, finalizou.

Mulheres Ricas vai ao ar toda segunda-feira, às 22h15, na Band.