Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Carlos Alberto de Nóbrega é assaltado

Carlos Alberto de Nóbrega e sua família passam por susto ao serem mantidos reféns de assaltantes em sítio no interior de São Paulo

Redação Publicado em 23/06/2011, às 18h47 - Atualizado às 22h05

Carlos Alberto de Nóbrega
Carlos Alberto de Nóbrega

O humorista Carlos Alberto de Nóbrega (75), que apresenta A Praça é Nossa, do SBT, teve seu sítio assaltado em Sorocaba quando chegou ao local. Ao entrar em casa, ele foi surpreendido por bandidos, que mantiveram ele e sua família, sendo o filho, a nora e duas netas, reféns dentro da casa principal. Os criminosos fugiram do local levando dinheiro e objetos, mas antes ameaçaram seqüestrar a neta de dois anos de Carlos Alberto. A família do humorista não sofreu nada e passa bem. 

Em conversa com Datena (54) no programa Cidade Alerta, da Record, Carlos Alberto contou como foram os minutos sob o comando dos bandidos. "Quando entrei na casa, os assaltantes estavam com a arma na cabeça de um funcionário e outros homens saíram de trás do muro. Eu pensei em dar a ré e sair dali, mas sabia que minha família estava lá dentro. Eu fiquei super calmo. Meu filho não sabia de nada do que estava acontecendo. Eu andei com os assaltantes até a casa principal. Eram 7 homens, todos armados, e dizendo: 'Queremos dinheiro, senão vamos levar sua neta embora'. Minha família estava rindo dentro de casa, me esperando, quando eu cheguei e gritei que era um assalto. Eu disse para eles levarem o que quisessem, porque eu não vou reagir. Eles levaram a gente para o quarto da empregada e me pegaram para tentar achar um cofre, mas eu não tenho cofre lá", contou ele. 

O humorista rezou enquanto os assaltantes procuravam dinheiro pela casa. "Me assustei porque tudo era guiado pelo telefone, tinha um chefe que mandava eles não fazerem nada com a gente, mas já me conheciam. Foi um susto muito grande, fiquei nervoso. Eu sempre vou para o sítio com segurança, mas hoje não levei nenhum. Deus é muito meu amigo. Fiquei com pena do meu filho, porque os assaltantes pegaram ele e disseram que queriam dinheiro ou levariam a filha dele", finalizou.