Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Ellen DeGeneres responde pastor que a acusou de 'promover agenda gay'

Apresentadora Ellen DeGeneres fez piada com declarações do pastor Larry Tomczak, que acusou astros de Hollywood de promoverem 'agenda gay'

CARAS Digital Publicado em 14/01/2015, às 12h25 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Ellen DeGeneres - Reprodução
Ellen DeGeneres - Reprodução

Ellen DeGeneres costuma usar o início do seu programa para falar sobre assuntos divertidos, mas nesta terça-feira, 13, a apresentadora usou o espaço para comentar um assunto sério, mesmo sem perder o bom humor. A vencedora de 24 Emmy, que apresenta o talk show há quase 12 anos, foi acusada pelo pastor Larry Tomczak de promover 'agenda gay' - termo utilizado pelos religiosos que são contra os homossexuais - assim como outros astros de Hollywood. 

"Eu não costumo ler nada sobre mim. Não olho os tablóides ou a internet. A não ser que seja uma notícia sobre eu estar grávida, daí eu precisaria saber como isso aconteceu", brincou Ellen, que é casada com a modelo Portia de Rossi. "Mas eu li um artigo escrito sobre mim e eu gostaria de falar sobre isso agora", começou. Então, ela mostrou um trecho do artigo publicado por Tomczak que diz que 'Ellen celebra seu lesbianismo e "casamento" [com aspas] entre convidados como Taylor Swift para atrair jovens garotas'. 

"Ok, vamos derrubar isso. Primeiro, eu não sou "casada" [fazendo o sinal das aspas]. Eu sou casada. Só isso. E, Larry, eu nem sei o que significa celebrar meu lesbianismo. Quer dizer... Talvez eu saiba", falou a apresentadora, que tirou confetes do bolso e jogou no ar. "Acho que é assim: Yay! Eu sou gay!", ironizou. 

"No artigo, o pastor critica muitos programas de televisão por promoverem a agenda gay. Ele diz que Glee tem mais de cinco personagens gays. Modern Family teve um casamento gay. Anderson Cooper [um dos principais jornalistas da televisão americana] se orgulha da homossexualidade dele. Se você me perguntar, Larry está assistindo muita televisão gay", disse ela, arrancando risadas da plateia. 

"O único jeito que estou tentando influenciar as pessoas é para que elas sejam mais gentis e tenham compaixão com as outras. Essa é a mensagem que estou mandando. Eu não tenho uma agenda", falou ela, em tom mais sério. "Eu não estou aqui para fazer lavagem cerebral, mas...", disse Ellen, que pegou um objeto para simular uma hipnotização: "Ouçam o som da minha voz. Atenção juventude do mundo: Eu quero que vocês vivam suas vidas sendo exatamente o que são. Sejam verdadeiros a vocês - a coisa mais importante é ser verdadeiro a quem você é", falou ela, que voltou a brincar: "A segunda coisa mais importante é usar minha linha de cuecas e só as minhas cuecas. Olhe para o meu vortex e dance comigo", encerrou.