Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Vestidos de noiva coloridos são tendência

O branco ainda é predominante entre as noivas, mas as cores começam a ganhar destaque nos casamentos. Conheça as tonalidades mais indicadas e saiba como usá-las

Juliana Cazarine Publicado em 10/09/2012, às 12h08 - Atualizado em 22/02/2013, às 00h17

Cada vez mais os vestidos coloridos ganham a preferência das noivas - Foto-montagem
Cada vez mais os vestidos coloridos ganham a preferência das noivas - Foto-montagem

Imagine um lindo vestido de noiva. Não importa se você pensou num modelo tradicional, como o “princesa”, ou moderno, como o curtinho (veja aqui dica para usar vestidos de noivas curtos), provavelmente, a primeira cor que você pensou foi o branco. Isso porque desde a oficialização da união entre a Rainha Vitória e o Príncipe Albert, da Inglaterra, em 1840, o branco se tornou a cor oficial dos casamentos e ainda ganhou significados como pureza e castidade. Mas, hoje, a tradição deixou de ser uma regra e os vestidos coloridos ganham cada vez mais a preferência das noivas. Vera Wang, Martha Medeiros e Samuel Cirnansck são alguns dos estilistas que já aderiram aos tecidos coloridos em suas criações.



“Não é deselegante usar vestido colorido desde que a peça esteja adequada ao estilo e à personalidade da noiva”, diz Juliana Porto, professora de Moda da Escola Sigbol. “Se ela tem personalidade ousada e usar um vestido vermelho, por exemplo, não vai chocar os convidados”, afirma a professora. Acredita-se que, a partir do século 10, as cores vivas, inclusive o vermelho, eram as primeiras opções de quem estava prestes a subir no altar.



Mas, falar em vestido colorido não significa falar em cores vibrantes. Para aquelas mulheres que querem fugir do convencional, as opções são o nude, o caramelo, o rosa claro e os tons perolados. “Os vestidos claros são mais indicados para casamentos durante o dia”, afirma Juliana. A escolha da cor deve ser baseada no horário e local da festa, além de ter que ser compatível com o tom de pele da noiva.



Cores vivas são sinônimo de ousadia quando o assunto é vestido de casamento. Na novela Insensato Coração, Bibi, personagem de Maria Clara Gueiros, casou-se com um modelo clássico, porém vermelho. Houve quem gostasse ou não, fato é que a atitude era compatível com a personalidade da personagem. Para a professora de moda, “tons fortes, como o vermelho e o vinho, ou peças com brilho, como dourado e prata, são indicados para casamentos noturnos”, aconselha.



Independentemente da cor escolhida, o modelo deve carregar elementos que o caracterizem como um vestido de noiva. “Babados, rendas, bordados ou volume não podem faltar. Para completar, deve-se usar arranjo de cabeça e véu. Isso evita que a noiva seja ‘confundida’ com outras convidadas”, afirma Juliana.



Antes de compor um visual colorido, vale considerar dois fatores: evitar o preto e avisar aos convidados com antecipação. “O preto é o oposto do branco. Por questões culturais, pode ‘chocar’. Por isso deve ser pensado com algumas ressalvas”, aconselha Juliana. “Se a noiva avisar aos convidados qual será a cor escolhida, evita correr o risco de encontrar muitas convidadas com a mesma cor”, completa. 



Por Juliana Cazarine