Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Katy Perry vira alvo do PETA após usar animais no clipe Roar

O PETA, organização internacional que luta pelos direitos dos animais, criticou a cantora Katy Perry posa usar animais no clipe Roar

CARAS Online Publicado em 17/09/2013, às 10h12 - Atualizado em 19/03/2020, às 12h35

Katy Perry - Reprodução
Katy Perry - Reprodução

Katy Perry está na mira do PETA (People for the Ethical Treatment of Animals). Em um comunicado oficial, a organização, que luta pelos direitos dos animais, criticou a cantora por usar animais selvagens no clipe da música Roar, primeiro single do álbum PRISM. 

+ Katy Perry pode cantar em trio elétrico no carnaval de Salvador

"Os animais utilizados para entretenimento suportam uma crueldade terrível e sofrem com o extremo confinamento e os métodos de treinamento violentos. Eles, muitas vezes, se tornam estressados e ansiosos quando transportados e forçados a situações estranhas ou assustadoras. O Rancho Serengeti, que nós acreditamos que forneceu os animais para o vídeo Roar, foi inspecionado pelo Departamento de Agricultura dos EUA 22 vezes desde 2001", diz o texto. 

Em Roar, Katy interage com um macaco, um elefante, um tigre, uma aranha e até um jacaré. O clipe tem quase 70 milhões de visualizações no YouTube, enquanto a música se mantém pela segunda semana consecutiva no topo da principal parada musical dos Estados Unidos, a Billboard.