Semana da Mulher: Marília Mendonça, Simaria e Thaeme abordam a importância da mulher no sertanejo

Celebrando o Dia internacional da Mulher, Marília Mendonça, Simaria e Thaeme falam sobre a ocupação das mulheres no sertanejo

Natalia Queiroz Publicado quarta 10 março, 2021

Celebrando o Dia internacional da Mulher, Marília Mendonça, Simaria e Thaeme falam sobre a ocupação das mulheres no sertanejo
Marília Mendonça, Simaria e Thaeme falam sobre o sertanejo - Reprodução/Instagram

Desde 1975 é celebrado o Dia Internacional da Mulher, dando a oportunidade para a sociedade relembrar as conquistas femininas e dando toda a visibilidade que elas merecem.

Nos últimos anos temos visto uma crescente no número de cantoras no sertanejo e, pensando nelas, a CARAS Digital conversou com Marília Mendonça, Simaria e Thaeme Mariôto para discutir o espaço feminino na música caipira.

Logo no início da expansão das cantoras no sertanejo, o termo feminejo [feminino + sertanejo] ficou em alta na boca do povo. Marília acredita que, atualmente, essa diferenciação não exista mais. “Acredito que hoje as pessoas não fazem mais essa distinção. No começo se falava muito em ‘feminejo’, mas hoje a gente tem que ver que tudo é música e assim como as mulheres têm cada vez mais o direito de trabalhar na área em que quiser, no cenário musical vale o mesmo pensamento”.

A dupla de Simone, completa a fala da Rainha da Sofrência ao refletir sobre a representatividade do público em cima dos palcos. “As mulheres no sertanejo vieram para ficar e trazer o empoderamento feminino na música com letras que nos colocam em posição de destaque, como merecemos”, afirma.

“A vida inteira nós cantamos a histórias que os homens contavam deles e agora a gente passou a contar as nossas próprias histórias”, constata Thaeme relembrando que no início, assim como em outros ramos da sociedade, as histórias eram contadas através da perspectiva masculina.

Há dois anos, Simone e Simaria lançaram o clipe Amor Que Dói, uma ação de combate à violência contra a mulher. No bate-papo, as artistas comentaram sobre o uso da música como uma forma de denunciar problemas sociais.

“Precisamos usar a força da nossa imagem para ajudar a fortalecer temas tão importantes como esse. Esse é nosso maior objetivo - poder ajudar outras mulheres e levar alegria ao nosso público. É a nossa maior recompensa”, conta Simaria.

A dupla de Thiago, declara que, para ela, além do uso das canções para o entretenimento do público, elas conseguem usar da visibilidade para conscientizar. “É super importante a gente dar a voz a essas mulheres, contando histórias de superação, expondo esse tipo de conteúdo. Você merece uma vida digna e feliz. É um papel muito importante esse de conscientizar, além do entretenimento”.

Para Marília, a troca entre ela e os fãs faz total diferença na hora de se expressar através da arte. “Eu converso muito com a galera nas redes sociais e ver que o meu trabalho e a verdade que eu canto nas músicas tem essa capacidade de tocar e transformar alguém é algo sensacional”, revela.

Questionadas sobre a maior aceitação do público com as mulheres em cima dos palcos, as intérpretes declararam que antes delas, outras mulheres já lutavam para ganhar visibilidade e merecimento.

“No sertanejo sempre existiu mulheres muito competentes e importantes, tanto como compositoras como nos palcos também, muitas que abriram caminho para que hoje a gente pudesse chegar de uma outra forma, mostrando nosso valor e como muito trabalho conquistando cada vez mais espaço”, diz Marília.

E Simaria opina: “A música sertaneja sempre teve representantes incríveis, mas precisávamos de um movimento grande para realmente conquistar cada vez mais espaço nesse meio que sempre foi tão masculino. Precisávamos ter representantes que afirmassem nas letras que mulher pode fazer o que quiser, beber, chorar, sair para a balada, dar a volta por cima…”.

Por fim, para celebrar a data, Thaeme e Simaria mandaram o seu recado:“Eu desejo que todas as mulheres do mundo tenham ideia da força que a gente tem, muito além do que imaginamos que somos capazes. A gente pode alcançar tudo o que quisermos, é só a gente querer e se empenhar”, falou a loira.

“Mulheres, lutem sempre pelos seus sonhos e ideais. Nós podemos tudo, só basta querer. Nunca aceitem que outras pessoas digam que não somos capazes.  Se amem e se valorizem!”, completou Simaria.

Último acesso: 06 Dec 2021 - 00:42:26 (380990).

Leia também

TV CARAS