Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Lindsay Lohan defende Donald Trump: 'As pessoas estão excessivamente dramáticas'

Em entrevista ao Good Morning Britain, a atriz disse que não concorda com o presidente dos Estados Unidos, mas que acha que as pessoas deveriam deixá-lo 'fazer o que é capaz'

CARAS Digital Publicado em 21/02/2017, às 15h11 - Atualizado às 15h15

Lindsay Lohan - Getty Images
Lindsay Lohan - Getty Images

Lindsay Lohan, de 30 anos, quer que os americanos deixem Donald Trump em paz. Em entrevista ao Good Morning Britain, nesta terça-feira, 21, ela disse que não concorda com o atual presidente dos Estados Unidos, mas que também não é fã da série de protestos que andam ocorrendo no país contra ele. 

"Eu não concordo com as políticas dele e com as coisas que ele está fazendo", disse. "Mas, no final do dia, ele é o presidente agora. Então, qual é o ponto de ficar mexendo com alguém ao invés de deixá-lo... ver o que ele é capaz de fazer", completou Lindsay, que parece ir na contra-mão da classe artística dos Estados Unidos, que se tornou uma das principais oposições ao governo de Trump. 

+ Desempregada, Lindsay Lohan pede emprego para a Disney: "A Pequena Sereia"

Ao responder se ela achava que os protestos era uma 'histeria exagerada', ela disse: "Eu acho... as pessoas estão excessivamente dramáticas". Lindsay, porém, comentou que a conta do Twitter do presidente deveria ser tirada do ar e pediu para as pessoas não "chutarem alguém quando ele está caído".