Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Cinema / Furada

Após escândalo de abuso sexual, filme de Kevin Spacey fatura apenas US$ 126 no primeiro dia

Ator foi acusado diversas vezes de assédio por colegas de trabalho

CARAS Digital Publicado em 20/08/2018, às 15h26 - Atualizado às 16h08

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Kevin Spacey - Getty
Kevin Spacey - Getty

Que baque! O filme Billionaire Boy's Club [Clube dos Garotos Bilionários, em tradução livre], de modo irônico, não tem nada de bilionário. Pelo contrário!

O filme foi lançado nos EUA nesta sexta-feira, 17, e, segundo dados da People, faturou apenas US$ 168 [cerca de R$ 660]. Como comparação, Os Incríveis 2 arrecadou US$ 182,7 milhões no primeiro dia de exibição. Durante todo o final de semana, o novo filme conseguiu US$ 618 em território americano [contra US$ 231 milhões de Os Incríveis 2].

Grande parte desse fracasso deve-se a um boicote ao ator Kevin Spacey. Presente no filme, ele está sob os holofotes após diversas denúncias de assédio sexual de colegas de equipe. O primeiro caso foi contado por Anthony Rapp. Quando ele tinha apenas 14 anos, o ex-ator de House of Cards deitou em cima dele e o assediou enquanto ele estava em uma cama. 

Depois desse caso, diversos outros pipocaram. Alguns envolvendo menores, e todos envolvendo homens novos. "Parece que você só precisávamos ser homem com menos de 30 anos para ele se sentir livre para nos tocar. Era tão comum que virou quase uma piada entre nós", disse o diretor artístico Roberto Cavazos em seu Facebook. 

Spacey perdeu trabalhos por conta dos escândalos. O filme All the Money in the Wood, onde ele estrelaria, foi regravado com um novo ator. E a popular série House of Cards, da Netflix, não hesitou em demitir o ator que dava vida ao protagonista. 

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!