Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Thiago Martins vilão: 'É um pouco constrangedor'

O ator Thiago Martins falou com excluvidade à CARAS Online sobre a homofobia e sobre as maldades do seu personagem Vinicius, em Isensato Coração

<i>por Cirlene Alves</i> Publicado em 24/07/2011, às 16h02 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

Thiago Martins - TV Globo/Rafael França
Thiago Martins - TV Globo/Rafael França

Thiago Martins (22), que vem dando um show na telinha da Globo interpretando o vilão Vinicius em Insensato Coração, falou com exclusividade à CARAS Online sobre as maldades de seu personagem e confessou se sentir constrangido em algumas cenas. "Quando leio o roteiro penso: ´nossa, vou ter que fazer isso!’. É um pouco constrangedor, mas esse é meu trabalho. Quando estou no set gravando, sou o Vinicius", afirmou.

Durante a entrevista, o ator também falou sobre homofobia e revelou que já passou por alguns apuros para viver o temido Vinicius. "Passei por alguns. Algumas pessoas já quiseram me agredir”, disse ele.

Com a carreira deslanchando, Thiago, que é mais uma descoberta do grupo de teatro Nós do Morro, contou como conseguiu entrar na Globo. "O teatro foi o que nos levou até a Globo. E o filme Cidade de Deus foi um divisor de águas em nossas vidas. As comunidades deram oportunidade de mostrar que existem vários talentos nas favelas", explicou ele, referindo-se também aos amigos que passaram pelo teatro e hoje alcançaram a telinha, como a atriz Roberta Rodrigues(28), sua colega de elenco, e seu amigo-irmão, o ator Micael Borges (22), que atualmente vive o romântico Pedro na novela Rebelde, da Rede Record.

Confira a entrevista na integra:

- O Vinicius entrou em Insensato como o bom moço, mas agora ele vem se mostrando um vilãozinho. Você já sabia que ele seria assim?

- Eu sempre soube que o Vinicius seria vilão. Sugeri ao Gilberto Braga (autor da novela) que ele começasse bonzinho e ao longo da trama fosse se revelando. Ele gostou da proposta e está dando certo.

- Como está sendo a repercussão nas ruas?

- É totalmente diferente de fazer um bonzinho ou sofredor. Ouço muito “te odeio", "você é muito mau", mas isso mostra que estou fazendo meu trabalho direito. É gratificante.

- Já passou algum apuro por interpretá-lo?

- Passei por alguns. Algumas pessoas já quiseram me agredir.

- Você se sente mal em fazer as maldades do seu personagem?

- Quando leio o roteiro penso: ‘nossa, vou ter que fazer isso!’. É um pouco constrangedor, mas esse é meu trabalho. Quando estou no set gravando, sou o Vinicius.

- Recentemente seu personagem vem tendo atitudes homofóbicas. Como você vê a homofobia?

- Isso é um grande problema que o Brasil está passando. São muitos casos de agressão que vemos na imprensa. Fico triste. Acho que o ser humano tem direito de ser o que quiser. A justiça deveria ficar mais atenta à homofobia.

- Você acha que o Vinicius pode se arrepender das maldades?

- Eu acredito que não. Meu personagem é complexo e mau por natureza.

- Se você pudesse escolher o final do seu personagem, qual seria?

- Sempre queremos um final feliz para o nosso personagem. Mas com tantas maldades que ele faz, fica difícil. Acredito que o Gilberto vai dar o final que ele merece.

- Você, o ator Micael Borges e a atriz Roberta Rodrigues, entre outros, são algumas das descobertas do Grupo Nós do Morro. Existiu alguma dificuldade em sair do Vidigal e ir para a tela da Globo?

- O teatro foi o que nos levou até a Globo. E o filme Cidade de Deus foi um divisor de águas em nossas vidas. As comunidades deram oportunidade de mostrar que existem vários talentos nas favelas. Mas o caminho é longo, temos que continuar estudando e trabalhando bastante.

- O ator Micael Borges já deixou claro em entrevistas que vocês são quase irmãos. E hoje os dois estão na telinha fazendo sucesso e chegam a dividir o mesmo horário na TV. Vocês opinam no trabalho um do outro? Já assistiu Rebelde? O que está achando dele na pele do Pedro?

- Ele é um irmão mesmo pra mim. Crescemos na mesma comunidade. Considero a família dele como se fosse a minha e vice-versa.  Mas não opinamos no trabalho um do outro. Ele entra no ar mais cedo que eu e sempre o assisto. Acho que ele é um ótimo ator que ganhou um papel à altura do seu talento. O Marcelinho (Marcello Melo Jr.) que está em Malhação, também é um ótimo ator. Somos todos da mesma geração.