Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Quem se molha em água de enchente e tem febre deve ir logo a um médico

Redação Publicado em 06/02/2012, às 19h51 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

.
.

O período das chuvas por si mesmo, mas em especial enchentes e enxurradas, sobretudo nas cidades, além de causar prejuízos econômicos e até mortes, expõem as pessoas a doenças como leptospirose, hepatite A, diarreia e dengue. Veja o que é, como se contrai e quais os sintomas de cada uma destas moléstias.

Leptospirose. É causada pela bactéria Leptospira interrogans, comum em ratos. Causa a doença nesses roedores, mas em geral não os mata. Eles passam a vida eliminando o microrganismo, pela urina, na natureza. As pessoas o contraem ao ter contato com a água de enxurradas e enchentes. A bactéria entra no organismo pela pele e pelas mucosas. Multiplica-se e se aloja no fígado e nos rins, inflamando-os. Cerca de 95% dos portadores de leptospirose, felizmente, têm só um quadro leve, parecido com o da gripe — com sintomas como febre, mal-estar, dor muscular e urina escura —, e eliminam a bactéria do organismo. Uma minoria, porém, tem a forma mais grave; neles, pode levar à falência dos rins e do fígado, o que às vezes é fatal.

Hepatite A. É causada por um vírus disseminado na natureza pelas fezes dos doentes sobretudo nas regiões mais pobres em que não há coleta de esgotos. O vírus é contraído ao se ingerir líquidos e alimentos contaminados. Os sintomas são: febre, malestar, moleza, falta de força, dor na barriga na  região do fígado, urina escura e icterícia. O organismo da maioria dos doentes neutraliza a ação do vírus, se cura e adquire imunidade pelo resto da vida. Mas 0,5% deles desenvolve hepatite fulminante. O vírus destroi o fígado dos doentes em poucos dias, o que pode ser fatal. Salva-se quem faz transplante.

Diarreia. Pode ser causada por muitos microrganismos, em especial vírus e bactérias. Os grandes causadores dessa doença hoje no País são um vírus novo chamado “norovírus” e a bactéria salmonela. Ambos são contraídos ao se ingerir líquidos e alimentos contaminados. As diarreias são perigosas porque podem matar por desidratação; por isso é importante que os portadores se mantenham bem hidratados.

Dengue. É causada por quatro vírus transmitidos aos humanos pelo Aedes aegypti. Esse mosquito prolifera-se em água limpa acumulada tanto dentro de casa quanto ao ar livre. De 70% a 80% das pessoas picadas não desenvolvem a doença. Mas, ao contraírem outro tipo do vírus, podem ter a forma hemorrágica, às vezes fatal. Os sintomas da dengue são: febre e dor intensa pelo corpo, de cabeça e ao movimentar os olhos. Já os sintomas da dengue hemorrágica são: manchinhas vermelhas na pele, indicação de hemorragia; dor abdominal; pressão baixa; náuseas; vômitos; e sangramento.

O ideal é prevenir-se contra essas doenças. Você pode evitá-las com algumas medidas básicas. Não entre em água de enxurradas e enchentes. Se precisar, use botas e luvas de borracha. Se sua casa ou o carro forem inundados, limpe-os usando luvas. Descarte alimentos e remédios atingidos por enchente. Elimine vasilhas que possam acumular água limpa em casa e no quintal. Vacine os filhos contra a hepatite A — está disponível no SUS. Na praia, só tome líquidos e consuma alimentos em locais que conheça e nos quais confia.

Pessoas com sintomas intensos das doenças citadas, enfim, devem ser levadas ao serviço de emergência de um bom hospital. Afinal, só os médicos são capazes de fazer uma avaliação correta e prescrever o melhor tratamento.