LINGUINE

LINGUINE

CARAS Digital Publicado quinta 28 setembro, 2006

LINGUINE
-

Criado em Gênova, na região da Ligúria, Itália, o linguine é uma massa longa, achatada como o talharim e estreita. Sua história perde-se no tempo. Hoje se sabe que há mais de 2 mil anos o Triticum durum (trigo duro), matéria-prima básica do macarrão, foi levado para a Sicília pelos fenícios. Os sicilianos de origem moura, ao que tudo indica, se encarregaram de inventar a iguaria. Num tratado árabe de 1154 aparece pela primeira vez o modo de preparo da pasta asciutta (macarrão seco). Árabes viajantes cortavam a mistura de farinha e água em fios e os desidratavam ao sol. Assim, duravam meses. As tiras eram chamadas de alitryia (de onde surgiu o nome aletria para o macarrão longo e fino) e, no dialeto siciliano, trujje ou trie. Antes, já era conhecida a massa fresca. As trujjes são consumidas há mais de 800 anos e deram origem às massas longas - finas, grossas, arredondadas, planas ou furadas -, entre elas o linguine, língua pequena, ou lingue di pàssero, que há séculos faz sucesso em Gênova, onde é servido com famoso pesto. De acordo com a região ou o pastifício que o produz, recebe diferentes nomes, como bavette e trenette, podendo haver pequenas diferenças na largura. Todos ficam ótimos com molho de tomate ou com os clássicos bolognese (tomate e carne), putanesca (tomate, alice, alcaparra e azeitona preta) e carbonara (bacon, ovos e parmesão). Também são servidos com feijão-branco, à arrabbiata (tomate, alho, azeite, queijo pecorino e pimenta), com peixes e frutos do mar e com produtos da cozinha mediterrânea, como berinjela, alho e abobrinha. Veja receitas clicando nas imagens abaixo: Receitas, produção e estilismo culinário: Maria Luiza de Brito Ctenas. Pesquisa de texto e informações nutricionais: Neide Rigo, nutricionista.

Saúde

É ruim para Quem pretende perder peso, em especial se combinado com molhos gordurosos; e alérgicos ao glúten devem optar pelos tipos feitos com trigo sarraceno ou amido de arroz. É bom para Atletas, crianças e pessoas que gastam muita energia, pelo bom teor de proteína, vitaminas, minerais e calorias, e por ser de fácil mastigação e rápida digestão.

Ficha técnica

100 g de linguine cozido contêm: Calorias - 146 Proteínas - 5 g Carboidrato - 30 g Gordura - 0,5 g Fibras - 0,799 g Vit. B2 - 0,099 mg Vit. B6 - 0,080 mg Folacina - 3,07 mcg Niacina - 1,4 mg Ác. pantot. - 0,106 mg Vit. E - 0,015 mg Cálcio - 10,7 mg Cobre - 0,113 mg Ferro - 1,61 mg Magnésio - 13 mg Fósforo - 65,3 mg Potássio - 79,2 mg Selênio - 8,46 mcg

Como se escolhe

É vendido em várias cores, obtidas a partir da adição de beterraba, espinafre, tomate, tinta de lula e até chocolate. Para os alérgicos ao glúten, há versões feitas com amido de arroz ou de trigo sarraceno, mais comuns em lojas orientais. Casas de produtos naturais oferecem o linguine preparado com trigo integral. Por ser fino e frágil, costuma ser embalado em caixas. Observe se o local em que se encontra nas lojas é arejado e protegido da luz e de fontes de calor (motores de geladeira, freezer). Confira o prazo de validade e veja se não tem carunchos. A massa feita com sêmola de grão duro resiste melhor ao cozimento.

Como se prepara

Você pode fazer linguine em casa, na máquina de macarrão. Use 1 ovo para cada 100 g de farinha de trigo especial, 1 pitada de sal e, se precisar, água até dar ponto. A massa tem ficar bem firme e elástica para que seja cilindrada até ficar muito fina. Espere secar um pouco e cozinhe por aproximadamente 2 minutos em água fervente com sal (1 litro de água para cada 100 g de macarrão). O linguine seco deve ser cozido por cerca de 6 minutos, até ficar al dente. Nunca quebre os fios. Acrescente o molho de sua preferência ou apenas deixe derreter um pouco de manteiga de ervas sobre a massa bem quente.

Minha receita

Walter Mancini (restaurateur)Walter Mancini (restaurateur) Este linguine alla San Marco é uma receita do restaurante Famiglia Mancini (SP). Aqueça 2 col. (chá) de manteiga. Junte 350 g de filé mignon em tiras e sal. Refogue até o caldo secar. Ponha 1 col. (sopa) de cebola picada. Deixe dourar. Tire do fogo. Reserve. Numa frigideira, doure 1 col. (sopa) de cebola picada em 2 col. (sopa) de manteiga. Ponha 50 g de funghi secchi lavados e picados, 1/2 xíc. de vinho branco, 1/2 xíc. de creme de leite e 2 de leite. Ferva. Incorpore o molho ao filé. Ferva. Reserve. Cozinhe 250 g de linguini em água fervente, 1 fio de óleo e sal. Escorra. Ponha numa tigela. Junte o molho. Mexa. Sirva logo.

Último acesso: 14 Aug 2020 - 18:16:21 (103073).

TV CARAS