Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

As paixões que movem Sabrina Petraglia

Em Punta del Este, atriz anuncia volta às novelas e casamento com Ramón

Marcelo Bartolomei Publicado em 29/06/2017, às 08h03

Sabrina Petraglia e Rámon Vásquez - Cadu Pilotto
Sabrina Petraglia e Rámon Vásquez - Cadu Pilotto

O amor é o maior combustível da vida da atriz Sabrina Petraglia (34). São as paixões pela família, pelo eleito, o engenheiro Rámon Vásquez (28), e pela profissão que movem a vida desta pequena notável, que brilhou no papel da Shirlei, em Haja Coração, de 2016, e agora se prepara para voltar à TV com uma nova personagem, a Olímpia, em Tempo de Amar, a próxima novela das seis, com estreia prevista para setembro. Foi movido por este sentimento que o casal curtiu o frio e as paisagens de Punta del Este, no Uruguai, em raro momento de relax antes do início dos trabalhos da trama que se passa nos anos 1920. Sabrina, aliás, aproveitou a viagem para dar adeus às madeixas, que ganharão novo corte. Entre um passeio e outro, ela aproveitou para ler capítulos da história de Alcides Nogueira (67), tentar entender melhor o período em que se passa a trama e encontrar a alma de seu papel. “Cada personagem minha tem um cheiro diferente. É um perfume para cada. Ainda estou escolhendo o da Olímpia, uma feminista que vai enfrentar muitas convenções e preconceitos da época”, diverte -se a paulistana, jornalista por formação e cria da Escola de Artes Dramáticas, a EAD, da Universidade de São Paulo, que a fez escolher o caminho dos palcos, seja para atuação ou produção.

Ao seu lado, Sabrina tem o noivo, que mesmo sem ter formação artística, entende perfeitamente as ausências e dedicações da atriz. É que Rámon também viaja muito a trabalho e morou, durante quatro anos, no Chile, o que não impediu que o casal, que está junto há cinco anos, marcasse o casamento. O período no país vizinho, garante ele, não esfriou a relação, mas o retorno ao Brasil foi determinante na decisão de oficializar a união em 2018, logo depois que ela terminar a novela. “Nós gostamos muito de viajar e dividir as descobertas e culturas juntos. Nos falamos a toda hora e um entende quando o outro não pode estar presente”, conta ele. “Ramón é mais novo que eu, mas, ao mesmo tempo, é um cara muito maduro. Isso é uma das coisas que me fascina nele”, derrete-se a atriz, que ainda tem dois projetos para teatro, um com Fernanda Young (47), que assina o texto de A Louca Debaixo do Branco, sobre o universo das noivas, e outro com o amigo Leopoldo Pacheco (56), que vai dirigi-la em A Serpente, de Nelson Rodrigues (1912–1980), no ano que vem.

No charmoso balneário uruguaio, o par contou com a hospitalidade do resort Enjoy Punta del Este, o antigo Conrad, para desfrutar momentos de puro romance na temporada de inverno, aberta recentemente e com intensa programação. “Estamos em uma fase em que tudo é dedicado ao casamento. Estamos finalizando nosso apartamento em São Paulo, e fizemos questão de acompanhar cada detalhe, ir colocando peça por peça, para que seja um cantinho com a nossa cara”, explica Sabrina, que acabara de tirar férias com os pais e levá-los a Portugal. “Quis dar este presente a eles, que fizeram tanto por mim. Agora é minha vez”, diz, revelando sua forte ligação familiar. Sobre o país vizinho, que ambos não conheciam, a opinião é unânime: um lugar perfeito para namorar, comer iguarias locais e experimentar saborosos vinhos.

Nos planos, além do casamento, estão filhos, mas não para o início da vida a dois. “Logicamente, se vier um bebê a gente vai amá-lo muito, mas ainda queremos viver mais nossos momentos a sós e depois pensar nisso”, avalia ela, que já tem um “filho”, o schnauzer Google (4), que mora atualmente com seus pais. Em ótima forma, Sabrina revela que os cuidados com a saúde vêm em primeiro lugar, mas que não é neurótica por exercícios, ponto em que “diverge” do amado, adepto de crossfit. “Não gosto muito do clima de academia, mas me encontrei no balé e é o que tem me feito muito bem”, conta, para explicar como mantém seus 51kg em 1m56.