tv

Walkiria Ribeiro relembra trabalho em ONG que acolhe mulheres vítimas de violência doméstica

A atriz, que vive a Balbina dos Anjos, conta: "A gente ouvia histórias de ‘cordeiros na pele de lobos’. Homens maravilhosos que se tornaram monstros"

CARAS digital Publicado quinta 8 março, 2018

A atriz, que vive a Balbina dos Anjos, conta:
Walkiria Ribeiro - Manuela Scarpa/ Danilo Donadeli / Manuela Scarpa

Walkiria Ribeiro viveu na pele, como Balbina dos Anjos em Tempo de Amar, o sofrimento de uma mulher que sofre abuso sexual dentro de sua própria casa. Mesmo se tratando de uma personagem fictícia, essa é a realidade que ainda assombra a vida de muitas mulheres reais no Brasil e no mundo.

Preocupada em fazer o bem, a atriz revelou em entrevista recente à CARAS Digital que fez parte, há cerca de dois anos, da ONG Fala Negão/Fala Mulher - o projeto acolhe e trata vítimas da violência doméstica. "O que mais fica marcado, o que não passa, são os insultos que elas ouvem repetidamente por anos. Elas começam a acreditar que não são capazes. Chega uma hora que aquilo se torna verdade. E ali [na ONG] era um recomeço. Elas têm outra chance, fazem artesanato e recebem alguma base profissional.  Além, é claro, de orientação psicológica", dividiu.

+ Walkiria Ribeiro, de 'Tempo de Amar', confessa: "Muitas mulheres não têm certeza do que é o assédio"

A artista conta que tomou conhecimento deste trabalho porque queria usar sua paixão, a maquiagem, por uma boa causa. "Eu dava aula de maquiagem. E sempre quis fazer algum projeto social e não sabia qual. Então uma amiga me levou nesta ONG. E fiquei um ano e meio trabalhando com essas mulheres. Muitas vezes os voluntários perguntavam:  ‘Porque você não foi embora?’. Mas é muito mais do que levantar e sair pela porta", explicou."Uma das coisas que a gente ouvia eram histórias de ‘cordeiros na pele de lobos’. Homens maravilhosos que se tornaram monstros e tornaram a vida das parcerias um inferno", recorda

Último acesso: 21 Oct 2021 - 12:07:24 (299042).

Leia também

TV CARAS