Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
TV / Emocionante

Manoel Soares emociona ao abraçar senhora no 'Encontro' após relato sobre racismo

Apresentador Manoel Soares quebra protocolo ao abraçar senhora no programa 'Encontro' depois de um forte relato sobre racismo

Redação Publicado em 01/08/2022, às 12h15 - Atualizado às 12h56

Manoel Soares quebra protocolo e abraça senhora da plateia no 'Encontro' - Reprodução/Instagram
Manoel Soares quebra protocolo e abraça senhora da plateia no 'Encontro' - Reprodução/Instagram

O jornalista Manoel Soares (43) emocionou, mais uma vez, o público que acompanhava o programa Encontro na manhã desta segunda-feira, 01.

O apresentador, que tem sido elogiado por seu trabalho à frente do programa Encontro ao lado de Patrícia Poeta (45), desabafou ao comentar o caso de racismo sofrido pelos filhos de Giovanna Ewbank (35) e Bruno Gagliasso (39) em Portugal. Titi (9) e Bless (7) foram alvo de xingamentos e ofensas por uma mulher branca portuguesa durante um almoço. Em vídeo que circula nas redes sociais, é possível ver a atriz defendendo os herdeiros.

"A luta racial, ela não é uma luta dos negros, nossa. É de toda a sociedade. É muito complicado quando você é obrigado a ensinar o seu filho, com 7, 8, 9 anos de idade, a fazer o cálculo do racismo", afirmou ele. "Eu já vivi isso, de ter que ensinar meu filho como reagir a uma abordagem policial, quando é seguida no shopping, quando uma pessoa for racista", disse ainda.

Na plateia, a senhora Dirce chorou ao relatar que sofre desde criança com o racismo e foi amparada por Manoel. "Lembro tudo o que passei até hoje. Quando era criança, minha mãe saía e deixava a gente trancado em casa. As crianças iam lá jogar pedra na casa. A gente sofre preconceito até hoje e parece que nunca vai acabar. Uma coisa muito triste", disse ela. "A gente vai fazer acabar", falou Soares, abraçando a mulher.

Em seu perfil no Instagram, Manoel comentou sobre o programa desta segunda-feira, 01: "Hoje foi um daqueles programas difíceis de fazer, porém extremamente necessários. Falar sobre racismo é sempre tocar em uma ferida aberta, que nunca sara, sempre presente na vida do povo negro. Mas precisamos fazer o nosso papel, afinal, a informação é a nossa principal arma nessa luta!"

"Aqui registro mais uma vez a minha solidariedade e todo meu amor à Titi, Bless e ao grupo de angolanos alvos das ofensas racistas. Todo meu carinho também à @gioewbank e ao @brunogagliasso. Agradeço pela participação riquíssima no Encontro de hoje das queridas mães leoas @anapaulaxongani e @astridfontenelle. Vocês carregam consigo a verdadeira força!", escreveu ele.

"Toda minha admiração por vocês e esse programa que foi conduzido com tanta potência! Juntos!", agradeceu Gioh nos comentários.

Confira o momento emocionante de Manoel Soares no 'Encontro':

Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso fala sobre racismo contra os filhos

Em entrevista ao Fantástico, da Globo, Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso relembraram a situação que aconteceu quando uma mulher fez ataques contra as crianças e contra uma família de angolanos em Portugal no último fim de semana. “A gente foi em um restaurante, que fica na praia. Estávamos no restaurante com a família e os amigos. Eles estavam na praia brincando e uma das crianças subiu e falou para a gente o que tinha acontecido e a gente ficou bem chateado. Vocês viram as imagens”, disse Bruno. E Giovanna completou: “Ela começou a xingar as crianças, Titi e Bless, e também a família de angolanos, que estava no restaurante. Quando a gente percebeu o que estava acontecendo, o Bruno foi até o gerente, mandou chamar a polícia. E vimos que estava acontecendo uma movimentação estranha. E eu comecei a entender que eram ofensas racistas”.

"Ela nunca esperava que uma mulher branca fosse combatê-la como eu fui daquela maneira”, disse ainda, questionando se o resultado teria sido o mesmo caso ela fosse uma mulher negra. “Será que ela teria sido retirada do restaurante? Será que iria levá-la se fossem pais pretos de crianças pretas? Hoje eu sou uma mulher muito consciente dos meus privilégios, estou sempre rodeada de outras mulheres pretas diariamente. Eu vou combater de frente”

Siga a CARAS no Helo e acompanhe nosso conteúdo!