Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
TV / Desabafo

Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank falam sobre caso de racismo contra os filhos

No Fantástico, Bruno Gagliasso comenta sobre atitude de Giovanna Ewbank ao ver caso de racismo contra os filhos: 'Essa luta é de todo mundo'

CARAS Digital Publicado em 31/07/2022, às 23h29

Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank no Fantástico - Foto: Reprodução / Globo
Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank no Fantástico - Foto: Reprodução / Globo

O ator Bruno Gagliasso e a apresentadora Giovanna Ewbank falaram sobre o caso de racismo contra os filhos, Titi e Bless, em um restaurante de Portugal. Em entrevista ao Fantástico, da Globo, eles relembraram a situação que aconteceu quando uma mulher fez ataques contra as crianças e contra uma família de angolanos.

O casal relembrou o momento em que situação aconteceu. “A gente foi em um restaurante, que fica na praia. Estávamos no restaurante com a família e os amigos. Eles estavam na praia brincando e uma das crianças subiu e falou para a gente o que tinha acontecido e a gente ficou bem chateado. Vocês viram as imagens”, disse Bruno. E Giovanna completou: “Ela começou a xingar as crianças, Titi e Bless, e também a família de angolanos, que estava no restaurante. Quando a gente percebeu o que estava acontecendo, o Bruno foi até o gerente, mandou chamar a polícia. E vimos que estava acontecendo uma movimentação estranha. E eu comecei a entender que eram ofensas racistas”.

Então, Giovanna Ewbank falou de sua reação ao confrontar a mulher. “Ela nunca esperava que uma mulher branca fosse combatê-la como eu fui daquela maneira”, disse ela, que ainda questionou se o resultado teria sido o mesmo caso ela fosse uma mulher negra. “Será que ela teria sido retirada do restaurante? Será que iria leva-la se fossem pais pretos de crianças pretas? Hoje eu sou uma mulher muito consciente dos meus privilégios, estou sempre rodeada de outras mulheres pretas diariamente. Eu vou combater de frente”. E Bruno declarou: “Essa luta é de todo mundo”.

Ewbank ainda contou que a filha mais velha ficou surpresa com a reação da mãe. “Foi a primeira vez que a minha filha me viu combatendo o racismo de frente. A gente fala muito sobre isso e ela nunca tinha me visto combatendo de frente, ela ficou muito assustada. A Titi entendeu tudo”, contou ela, e completou: “É muito cruel pensar que Titi e Bless já têm que ser fortes. Duas crianças. Que eles já precisam ser preparados para combater o racismo. Sendo que com 9, 7 anos, são duas crianças que teriam que estar vivendo sem pensar em absolutamente nada. E como milhares de crianças são colocadas nesta situação no Brasil, em Portugal, no mundo. E as mães não tem voz para gritar como eu pude gritar naquele restaurante”.

A apresentadora Maju Coutinho ainda questionou o casal se é verdade que Giovanna deu um tapa na mulher e eles confirmaram. “Ocorreu”, disse Ewbank. E Gagliasso defendeu a esposa. “Ela não agrediu. A minha mulher reagiu. Não confunda a reação do oprimido com a ação do opressor”, declarou.

Por fim, Ewbank se emocionou ao falar sobre como será a vida dos filhos daqui para a frente. “A gente sabe que vai acontecer muitas outras vezes. E eu acho que agora não tem mais como proteger mais tanto os nossos filhos do que eles vão ouvir, vão ver, eles estão crescendo. Então é continuar fortalecendo os nossos filhos e mostrando o quanto eles são maravilhosos, fortes e o quanto eles tem direito de combater o racismo, o quanto ele precisam estar atentos o tempo todo”, disse ela. Gagliasso deixou um recado: “Você ficar calado é você participar disso, é ser cúmplice disso, não fique calado, é crime”.

Confira o comunicado oficial da assessoria de imprensa de Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank:

"Comunicamos que os filhos do casal Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso foram vítimas de racismo no restaurante Clássico Beach Club, na Costa da Caparica, em Portugal, neste sábado, dia 30 de julho, onde a família passa férias. Uma mulher branca, que passava na frente do restaurante, xingou, deliberadamente, não só Títi e Bless, mas também a uma família de turistas Angolanos que estavam no local - cerca de 15 pessoas negras. A criminosa pedia que eles saíssem do restaurante e voltassem para a África, entre outras absurdos proferidos às crianças, tais quais “pretos imundos”.

Confirmamos, conforme videos que já circulam no Brasil, que Giovanna reagiu e enfrentou a mulher, enquanto Bruno Gagliasso, seu marido, chamou a polícia. A mulher foi levada escoltada e presa. Informamos ainda que Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank prestarão queixa contra a racista formalmente na delegacia portuguesa. A Trigo Casa de Comunicação lamenta as agressões sofridas por Títi, Bless e os turistas angolanos e apoia integralmente as ações tomadas por Giovanna e Bruno. Racismo é crime".