Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

No ar em 'Saramandaia', Lívia de Bueno revela que queria ser correspondente internacional

Lívia de Bueno comemora o sucesso em 'Saramandaia' após ficar famosa no meio underground. "Entrei para o mundo pop agora", disse. Ela conta que abriu mão do jornalismo para seguir carreira como atriz

CARAS Publicado em 12/09/2013, às 08h50 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Na reta final da trama das 11 da Globo, na qual vive Laura Rosado, Lívia relaxa na Fazenda Boa Vista (SP). - TV Globo/Alex Carvalho
Na reta final da trama das 11 da Globo, na qual vive Laura Rosado, Lívia relaxa na Fazenda Boa Vista (SP). - TV Globo/Alex Carvalho

Formada pelo teatro, Lívia de Bueno (30) tinha o seu talento restrito aos palcos até bem pouco tempo. Mas após estrelar, em 2011, a série do Multishow Oscar Freire 279, sobre a prostituição de luxo em SP, e o filme Paraísos Artificiais, em 2012, no qual protagonizou cenas ousadas ao lado de Nathalia Dill (27), a carreira deslanchou. Atualmente, a bela está no ar na novela global Saramandaia, que chega ao fim este mês. “Fiquei famosa no meio underground. Entrei para o mundo pop agora. Fiquei excitada com as novas possibilidades”, avalia a intérprete de Laura Rosado, na Fazenda Boa Vista, em Bananal, SP. Apesar de viver momento de encantamento com a TV, seus próximos planos são voltados para o teatro. Com o namorado, o ator Luca Bianchi (35), com quem está há dois anos, quer montar texto sobre o pintor italiano Amedeo Modigliani (1884–1920). “Temos uma troca artística muito grande”, pontua. 

+ De 'Dancin' Days' a 'Saramandaia': veja as melhores aberturas de novelas de todos os tempos

+ 'Saramandaia': a força dos remakes! Relembre 10 novelas que voltaram à TV

– Por que resistiu a trabalhar na TV? Algum preconceito?

– Tinha experimentado e não gostei quando fiz Bicho do Mato, em 2006. Não era pelo veículo. Aprecio personagens interessantes. Depois dessa novela, inclusive, fui fazer mais teatro, buscando liberdade de escolha de papéis. Tive de ‘ajustar’ a minha vida.

– Financeiramente?

– Isso, foi uma fase difícil. Voltei para a casa da minha mãe, Isis, em Niterói, porque não tinha salário certo. Ela nunca me criticou... Mas agora, tudo se ajustou.

– E a relação com o seu pai?

– Ele faleceu quando eu tinha apenas 18 anos. Mas era um cara incrível. Me mostrou o lado mais político do mundo. Infelizmente, não acompanhou esta minha transição do curso de Jornalismo para a atuação...

– Como foi essa mudança?

– Pois é, queria ser correspondente internacional. Do nada, me chamaram para fazer um teste para uma novela. Não passei, mas mudei o rumo da minha vida. 

– Você fez 30 anos mês passado. Muitas mulheres se cobram quanto a casamento, filhos...

– Já moro com o Luca, mas queremos uma cerimônia para selar a nossa história, daqui a uns dois anos... E filhos? Quando eu fizer uns 34 anos.