novelas Em outubro!

Glória Perez celebra retorno da novela 'O Clone': ''Trabalho maravilhoso''

Escritora Glória Perez comemorou o retorno da novela 'O Clone' que ganhará mais uma reprise na Globo

CARAS Digital Publicado quarta 22 setembro, 2021

Escritora Glória Perez comemorou o retorno da novela 'O Clone' que ganhará mais uma reprise na Globo
Glória Perez comemora volta de 'O Clone' - Divulgação/TV Globo

Em outubro, a novela O Clone será reprisada todas as tardes na telinha da Globo no lugar de Ti Ti Ti, que em breve deixará o Vale a Pena Ver de Novo.

Em entrevista ao portal GShow, a autora do folhetim originalmente exibido em 2001, Glória Perez (72), falou da alegria em poder curtir novamente uma das suas obras de maior sucesso na dramaturgia.

"Quando eu soube, senti alegria, muita alegria de revisitar esse universo. E acho que esse é um dos motivos que levam o público a gostar tanto de rever novelas. Durante um tempo das nossas vidas convivemos com os dramas daqueles personagens, eles se tornam íntimos de nós. Revê-los é revisitar também um tempo do nosso passado. 'O Clone' foi um trabalho maravilhoso de fazer, era uma equipe tão unida, tão apaixonada. Isso transparece na tela", reforçou a escritora que falou sobre a cultura muçulmana e a clonagem humana na obra.

"Fiquei 20 dias no Egito e também cerca de 20 no Marrocos, convivendo com pessoas típicas do local. Era isso o que eu queria buscar: o muçulmano médio. Fiz amizade com o guia que nos acompanhou na viagem e convivi muito com a família dele, com os amigos dele, de modo a poder observar os costumes, as maneiras, a forma como viam a si próprios e como nos viam também. Por outro lado, estive em diálogo constante com o sheik Jihad, que me presenteou com um Alcorão. Li o Alcorão e dali retirei os ensinamentos do progressista tio Ali (Stênio Garcia) e do fundamentalista tio Abdul (Sebastião Vasconcellos)", relembrou.

Para Glória Perez, O Clone tem uma representação muito importante em seu currículo na teledramaturgia.  "Representa muito. Escrever é uma maneira de buscar compreender o universo que você retrata. De ampliar sua visão de mundo. 'O Clone' me deu isso. E me encheu de emoção pelas vidas que foi capaz de tocar, fazendo com que tantos dependentes químicos buscassem tratamento por vontade própria, que suas famílias compreendessem o que se passava com eles, e que muitas pessoas, impressionadas com a crueza com que a história foi contada, tenham desistido de experimentar a droga", declarou ela.
 

Último acesso: 16 Oct 2021 - 10:59:59 (400436).

Leia também

TV CARAS