Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS
Música / Polêmica

Sobrinho de Michael Jackson sai em sua defesa: ''Eu cresci na cama do meu tio, não foi estranho''

Familiares do rei do pop se manifestaram sobre o documentário feito por Dan Reed

CARAS Digital Publicado em 27/02/2019, às 13h13 - Atualizado às 13h24

Michael Jackson - Getty Images
Michael Jackson - Getty Images

O documentário sobre a vida de Michael Jackson, Leaving Neverland, feito pelo diretor Dan Reed, ainda está dando o que falar e parece que essa história não acabará por aí, não!

Três irmãos do rei do pop e um de seus sobrinhos sairam em defesa do falecido astro para negar as acusações de abuso sexual relatadas pelo documentário. Em uma aparição no CBS This Morning, a família fez questão de falar que os homens que aparecem fazendo as pesadas acusações, estão apenas em uma tentativa de explorar o dinheiro de Michael. 

“Sempre foi sobre dinheiro. É como se eles tivessem recebido um cheque em branco. Essas pessoas acham que são donas de algo. Em vez de trabalhar, culpam meu tio por tudo", relatou Taj Jackson. Além disso, os familiares foram perguntados sobre as festas do pijama que aconteciam na casa do músico, e aproveitaram para dizer que não tinham segundas intenções.

“Eu cresci na cama do meu tio, então para mim não foi estranho. Para o mundo exterior, sim, acho que pode ser estranho. Não sou alheio ao que parece. Mas quando você está realmente nessa atmosfera e está por perto, assistindo filmes como Os Batutinhas e Os Três Patetas, é tudo muito inocente. Acho que o problema com meu tio é que ele não tinha maldade para perceber o que parecia. A sua ingenuidade foi sua queda, de certa forma", continuo Taj. “Michael sempre teve o coração de uma criança", completou Jackie Jackson.