Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Sinead O'Connor escreve carta aberta para Miley Cyrus: 'Não deixe a indústria da música te transformar em uma prostituta'

Sinead O'Connor diz que Miley Cyrus está passando uma imagem de que 'se prostituir é legal' e a alerta sobre os perigos da indústria musical

CARAS Online Publicado em 03/10/2013, às 11h39 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Sinead O'Connor e Miley Cyrus - Reprodução
Sinead O'Connor e Miley Cyrus - Reprodução

Miley Cyrus revelou que a inspiração para o clipe de Wrecking Ball foi o vídeo Nothing Compares 2 U, da irlandesa Sinead O'Connor, lançado em 1990. Por conta disto, Sinead sentiu a necessidade de escrever uma carta aberta à estrela americana com vários conselhos – entre eles, a veterana diz: ‘Não deixe a indústria da música te transformar em uma prostituta’.

Sinead começa a carta explicando que todos os conselhos escritos nela são com espírito de ‘amor’ e ‘maternidade’. “Estou extremamente preocupada com você e com aqueles que te rodeiam e têm feito você acreditar, ou encorajando você no sua própria crença, de que é ‘legal’ ficar nua e lamber marretas nos seus vídeos”, diz.

A cantora alerta Miley que ela está se permitindo ser explorada sexualmente e pagará o preço disso a longo prazo. “Fico feliz de ouvir que sou, de alguma forma, um modelo para você e espero que por causa disso você preste atenção no que estou te dizendo”, fala. 

+ Miley Cyrus queria fazer topless no VMA

“A indústria da música não dá a mínima para você ou para ninguém. Eles vão te prostituir pelo que você vale e claramente fazer você pensar que é isso que VOCÊ queria... e quando você acabar na reabilitação como resultado por ter sido prostituída, eles vão estar em iates na Antigua, os quais eles compraram após vender seu corpo e você vai se encontrar muito sozinha”, avisa.

Sinead diz para Miley que ninguém que realmente se importa com ela pode apoiar as decisões que ela está tomando ao se deixar ser prostituída pela indústria da música. “Sim, eu estou sugerindo que você não se importa com você mesma”, fala. “Este é um mundo perigoso. Nós não encorajamos nossas filhas a andarem nuas por aí porque isso as tonaria presas para animais e piores que animais”, continua.

“Você vale muito mais que seu corpo ou seu apelo sexual. O mundo do showbiz não vê as coisas desta forma, eles gostam que as coisas sejam vistas de outro jeito, sejam as revistas que querem você na capa, ou qualquer coisa... Não tenha ilusões. TODOS eles querem você porque você está fazendo dinheiro da sua juventude e sua beleza”, avisa.

Sinead diz que Miley tem talento suficiente para fugir disso. “Você não precisa deixar a indústria da música te transformar em uma prostituta. Você também não deveria deixá-los te fazer de boba”, insiste. A irlandesa avisa que a jovem pode encerrar a carreira antes do que imagine, caso continue apelando para o sexo e para a beleza.

“Suas músicas são boas suficientes para você não precisar ficar nua para apagar a Hannah Montanna. Ela já está bem longe agora.... Não porque você ficou nua, mas porque você fez boas músicas”, escreve.

Antes de encerrar, Sinead lembra que artistas femininas são modelos para as mulheres da sociedade e que Miley está ensinando que ‘se prostituir é legal’. “Não é tão legal, Miley. É perigoso”, fala.