Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS
Música / Maturidade!

Semi-finalista do The X Factor US, Bea Miller, reflete vazio e solidão em nova música; confira

Bea Miller reflete sentimento de não sentir nada e querer sentir algo

CARAS Digital Publicado em 26/06/2019, às 18h55 - Atualizado às 18h57

Bea Miller reflete vazio e solidão em “Feel Something” - Foto/Reprodução
Bea Miller reflete vazio e solidão em “Feel Something” - Foto/Reprodução

Bea Miller ficou mundialmente conhecida após participar em 2012 da edição do programa The X Factor nos Estados Unidos, mesmo programa que formou a girl band Fifth HarmonyOne Direction e Little Mix.

Após sua saída do programa foi contratada pela gravadora Hollywood Records. e está mostrando ser um diferencial para a musica pop atual. Além do sucesso “Fire n Gold”, Bea vem conquistando uma legião de fãs.

Em sua nova música, a cantora trouxe uma mensagem muito importante para reflexão: sentir alguma coisa significa ser humano. “Eu só quero sentir algo, algo realmente real, para que eu possa realmente me sentir uma pessoa novamente”.

“Feel Something” retrata como ela escreve seus sentimentos mais obscuros, sabendo que eles estão dentro de si enquanto ela está compondo, mas não encontrados. Retrando assuntos particulares, ciúmes de ver seus amigos quebrando os corações.

O hit é uma sequência de “It’s not u, it’s me” parceria com 6LACK, que reflete sobre amor-próprio. Miller revelou que é uma das suas músicas favoritas, até o momento. “É uma das minhas músicas favoritas que já escrevi e por isso que estou cagando minhas calças pra lança-lá”, disse no Instagram conversando com seus fãs.

A norte-americana, de 19 anos, confessou que deveria sentir raiva, mas nem isso consegue sentir, por fim, questiona as pessoas: “Você pode me dizer o que há de errado comigo?”, reflete.

A canção é o segundo single de seu novo álbum, ainda sem previsão de lançamento. “Feel Something” só reforça o quanto Bea consegue enxergar os problemas pessoais, e associar ao que seus ouvintes também podem estar sentindo, tentanto dizer-lhes: “Ei, eu também me sinto assim”.

Confira a música clicando aqui.