Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS
Música / Reconhecimento

Madonna receberá prêmio que somente Bill Clinton teve a honra de ganhar

Cantora é considerada uma grande ativista do mundo LGBTQ+

CARAS Digital Publicado em 05/02/2019, às 15h00 - Atualizado às 15h31

Madonna deve discursar em Nova York, durante a premiação - Reprodução/Instagram
Madonna deve discursar em Nova York, durante a premiação - Reprodução/Instagram

Desde o começo de sua carreira, Madonna sempre fez questão de deixar nítido o quanto é uma grande defensora dos direitos das minorias. A sua relação com a comunidade LGBTQ+ não é só de longa data, mas também inestimada. Afinal, desde os anos 1980, a Rainha do Pop mostra todo seu apoio aos que julga como desfavorecidos.

Na tarde desta terça-feira, 5, mais uma grande novidade veio à tona. A Gay & Lesbian Alliance Against Defamation, mais conhecida pela sigla GLAAD e por ser uma das mais importantes organizações não governamentais de representatividade no mundo do entretenimento e na mídia, anunciou que a cantora receberá um prêmio especial por seu apoio à comunidade.

A honraria em questão só teve um único vencedor: a entrega aconteceu em 2013, para o ex-presidente norte-americano, Bill Clinton. O prêmio é chamado de Advocate For Change Award, que pode ser traduzida como Prêmio de Advogada Para a Mudança.

Em um comunicado oficial, Sarah Kate Ellis, presidente da GLAAD, disse que Madonna sempre foi e sempre será a maior aliada da comunidade LGBTQ+. “Da crise do HIV até assuntos LGBT internacionais, Madonna sempre lutou por um planeta em que todos são aceitos. Sua arte e música salvaram as vidas de pessoas e suas palavras de apoio e ações mudaram incontáveis corações”, afirmou Sarah.

O evento acontecerá em duas ocasiões, no dia 28 de março, em Los Angeles, nos Estados Unidos e, também, no dia 4 de maio, em Nova York, quando, possivelmente, a estrela deve discursar.