Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Em Angra dos Reis, Adriane Galisteu comemora sua volta à TV

Com herdeiro, ela celebra volta à TV e exalta força feminina

por Laís Rissato Publicado em 29/06/2016, às 07h23 - Atualizado às 09h42

Cada vez mais linda, a estrela não dispensa os cuidados na dieta e os exercícios físicos. - MARTIN GURFEIN
Cada vez mais linda, a estrela não dispensa os cuidados na dieta e os exercícios físicos. - MARTIN GURFEIN

Intensa, independente, batalhadora, autêntica e “arianíssima”. Essas são algumas das características que definem a apresentadora Adriane Galisteu (43), que, a partir de terça-feira, dia 28, passou a comandar o programa de entrevistas Face a Face, da BandNews, no lugar de João Doria (58), afastado por causa da corrida eleitoral paulistana. Não por acaso, o empresário será o primeiro entrevistado da loira. “Há uns seis meses, participei do programa dele, e ele me disse, informalmente, que eu iria substituí-lo nesse período, só que achei que fosse uma brincadeira. Mas depois ele fez o convite oficial. Foi o melhor presente que já ganhei de um amigo, pois ele sabe o quanto quero voltar para a TV”, disse Dri, durante estada na Ilha de CARAS, em Angra dos Reis, no litoral fluminense. “Entrevistar o João não foi fácil, porque estou na cadeira dele e existe toda uma linha editorial no programa”, afirmou a loira, cada vez mais bela.

Quanto aos futuros planos profissionais, ela faz mistério, mas garante que por enquanto está muito feliz com seu canal em um programa de vídeos na web, o #GalisteuSemFiltro, e se dedicando à família, incluindo o herdeiro, Vittorio (5), da união com o empresário Alexandre Iodice (45), que acompanhou a mãe em passeio pela paradisíaco local. “A internet me trouxe boas surpresas. Tenho recebido bastante retorno do público”, garantiu ela.

Você é uma pessoa solar, do verão. Vittorio curtiu a Ilha?
Ele adora e fala muito da Ilha, sempre pergunta quando vamos voltar, é apaixonado (risos). Aliás, quem não se apaixona? Quem gosta de praia, não quer ir embora. Estar com o Vi tem um gosto diferente, pois ele se diverte e fica muito bem.

Como se sente ao voltar a comandar um programa na TV?
Fiquei extremamente feliz com esta oportunidade. Eu adoro entrevistar, adoro o meu trabaho e exerço qualquer função na TV.

Foram publicadas notícias de que você teria ido aos Estúdios Globo, no Rio, e participado de reuniões por lá. Falou-se, inclusive, que seria para apresentar o Vídeo Show...
Fui a algumas reuniões, mas não para falar com nenhuma pessoa ou trabalho específicos. As pessoas me viram lá e decidiram sair por aí falando coisas. Tomei um susto com a repercussão, mas na verdade, tudo o que aconteceu me deixou feliz, pois vi o quanto o público me quer na TV de novo.

Você sempre foi muito independente e segura. Como vê esse atual momento, do incentivo ao empoderamento feminino?
Acho ótimo, conquistamos muita coisa, mas não podemos sentar em um trono e dizer que conseguimos. As mulheres ainda ganham menos do que os homens, vivemos em um país machista e temos de provar mil coisas para conquistar um espaço.

Considera-se feminista?
Não sou militante, mas sou simpatizante. Vou atrás do que eu quero, meu estilo de vida é o de botar a mão na massa, a gente tem de se dividir em 50, para ser mãe, mulher, trabalhadora, arrimo de família... mas não sou da geração que queimou sutiã.

Muito se tem falado sobre assédio sexual sofrido pelas mulheres. Já passou por isso?
Nunca ninguém me propôs fazer um teste do sofá, não tenho essa história para contar. Claro que já devo ter sido assediada psicologicamente ou moralmente, mas nada disso me diminuiu. Quando criança, sofri bullying na escola, na rua, e também apanhei bastante dos meus pais, mas apesar disso, sei que minha mãe fez o melhor que pode.

Já teve algum problema com fãs? Já sofreu perseguições?
Quando apresentava o É Show, na Record, tinha um cara que ia atrás de mim na porta da minha casa, na plateia do programa, e dizia que me amava, que eu devia dinheiro para ele, muitos absurdos. Quando fiquei grávida, ele começou a falar por aí que o filho era dele. Fiquei com muito medo e fiz um boletim de ocorrência, consegui uma medida protetiva e ele, graças a Deus, sumiu.

A cada ano você está mais bonita. Mudou algo nos seus cuidados com a beleza?
A pessoa tem de estar afim de se cuidar. É comer a metade e correr o dobro, abrir mão das coisas que fazem mal. É difícil mudar um hábito, mas não podemos nos acomodar. Abandonei o cigarro há um ano e meio, corro todos os dias e passo meus cremes.

Dizem que os arianos não suportam os fracassos. Como você lida com os seus?
Tenho vários! Não suporto, mas tenho de lidar. Mesmo mais velha, nunca vai ser fácil, mas aprendi a dar mais importância ao que realmente deve ter, como a criação do meu filho, minha família e o trabalho. Não gasto mais energia com bobagens.