Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Esporte / Justiça

Julgamento de Daniel Alves começa em Barcelona

Depois de um ano preso na Espanha, o jogador de futebol Daniel Alves enfrenta o julgamento nesta semana

por Priscilla Comoti

pcomoti_colab@caras.com.br

Publicado em 05/02/2024, às 09h36

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Daniel Alves - Foto: Getty Images
Daniel Alves - Foto: Getty Images

O jogador de futebol Daniel Alves enfrenta o julgamento do caso de acusação de estupro contra uma mulher em Barcelona, na Espanha, durante esta semana. A previsão é que as audiências na Justiça aconteçam até quarta-feira, 7, no Tribunal Provincial de Barcelona, sendo que o primeiro dia foi nesta segunda-feira, 5.

O atleta foi acusado de cometer estupro contra uma mulher no banheiro de uma boate de Barcelona no dia 30 de dezembro de 2022. No julgamento, o jogador recebeu o apoio de seu irmão, Ney Alves, e de sua mãe, Dona Lucia.

No primeiro dia de julgamento, a justiça vai ouvir a suposta vítima em um depoimento fechado, uma amiga dela e uma parente. Além disso, a juíza vai ouvir a defesa dele, a acusação e o Ministério Público. Na terça-feira, 6, a ex-mulher dele, Joana Sanz, deverá prestar depoimento. Porém, o depoimento do jogador deverá acontecer apenas na quarta-feira e a defesa dele deverá alegar que ele estava embriagado e não tinha plena noção do que estava fazendo.

Daniel Alves está detido de forma preventiva desde janeiro de 2023 e existe a possibilidade de que ele pegue 9 anos de prisão. Por enquanto, a justiça não tem um prazo para apresentar a sentença final. Porém, já se sabe que ele deverá pagar 150 mil euros como indenização para a suposta vítima por danos morais e psicológicos. 

O depoimento da mulher que fez a denúncia

A identidade da mulher que fez a denúncia contra Daniel Alves é mantido em sigilo para preservá-la. Inclusive, o depoimento dela foi feito de forma restrita e à portas fechadas. Em seu depoimento, ela disse que foi até a boate com um grupo de amigos e foram convidados para irem até a área VIP.

Lá, ela foi apresentada para Daniel Alves e eles dançaram juntos. Inclusive, ele colocou a mão dela em suas partes íntimas e ela reagiu assustada. Durante a madrugada, ele a convidou para acompanhá-lo até uma porta, que era o banheiro. Ela tentou sair do local, mas foi impedida. Ele fez o ato sexual com ela e saiu do banheiro. Ela contou para uma amiga o que aconteceu e foi até um hospital. Depois disso, ela fez a denúncia na polícia e o exame encontrou o DNA do jogador.