Amarração do Amor: Cacau Protássio e atores contam como conseguiram fazer comédia com religião

Em exclusiva, elenco e diretora revelaram como retrataram intolerância religiosa sem debochar e com respeito

Nataly Paschoal Publicado terça 19 outubro, 2021

Em exclusiva, elenco e diretora revelaram como retrataram intolerância religiosa sem debochar e com respeito
Ary França, Samya Pascotto, Bruno Suzano e Cacau Protássio em 'Amarração do Amor' - Divulgação Amarração do Amor

Com um tom de comédia, o filme Amarração do Amor, que estreou no último dia 14, fala sobre intolerância religiosa sem debochar e faltar com respeito.

Em entrevista exclusiva para a CARAS Digital, os atores principais do longa contaram quais foram as dificuldades e os desafios de fazerem humor sem insultar as religiões retratadas, a Umbanda e o Judaísmo.

Preparação dos atores para o filme Amarração do Amor

No filme, Cacau Protássio (46) faz a mãe de santo Regina que terá seu filho Lucas, interpretado por Bruno Suzano (29), apaixonado por uma garota judia vivida por Samya Pascotto (29).

Católica na vida real, a atriz contou como foi fazer uma mãe de santo nas telinhas. "Fui no terreiro, na casa da mãe Nanci, porque eu queria fazer a mãe de santo com muito respeito, eu queria fazer minha comédia e, acredito que faço bem, mas queria falar da umbanda com muito respeito", comentou.

Cacau Protássio em Amarração do Amor

Cacau Protássio acrescentou sobre a preparação de sua personagem: "A gente tem que ter muito cuidado para falar sem debochar, acredito que a gente conseguiu isso, tinha uma mãe de santo dando uma assessoria, ela orientava a gente, porque quando a gente tá fazendo a cena a gente não tá se vendo".

Assim como a comediante, Ary França (64), que fez o pai judeu de Bebel, personagem de Samya Pascotto, também tomou cuidado com sua atuação e se preparou tendo contato com a religião.

"O Samuel é uma versão judaica é o outro lado, superprotetor, carinhoso, amoroso, mas controlador, ele estranha muito o fato da filha não estar com alguém da mesma religião, a princípio fica com o pé atrás", começou contando um pouco da semelhança de seu personagem com o de Cacau Protássio.

Ary França e Cacau Protássio em Amarração do AMor

Ary França falou como foi sua preparação: "Eu tenho a sorte de morar numa cidade assim como o rio multiétnica, então tenho muitos amigos judeus, eles me levaram na sinagoga, fui à casa deles, em cerimônias religiosas, nos jantares, então o personagem foi entrando da forma mais legal possível".

Bruna Suzano também precisou estudar a religião para dar vida ao filho de Cacau Protássio na trama. "A gente teve uma imersão muito grande, foi uma semana direto, eu fiquei particularmente mais voltado para a Umbanda", contou ele sobre sua primeira comédia no cinema.

Samya Pascotto e Bruno Suzano em Amarração do Amor

Seu par romântico no filme, Samya Pascotto, frequentou sinagogas para viver Bebel. A maior dificuldade da atriz, que já havia feito outros papeis cômicos, foi acertar no tom.

"Acho que minha dificuldade foi conciliar o quanto era comédia e o quanto era drama porque a Bebel ela tá em um lugar intermediário no filme, a comédia não parte dela, a comédia vem dessa família que se choca e não tem tolerância... acho que o mais difícil foi entender onde tava o meu tom nessa comédia e também fazer as cenas embaixo d'água, eu e o Bruno nos beijando na água salgada, meu deus que terror...", revelou um momento de dificuldade durante a gravação.

Amarração do Amor, um filme de comédia sem deboche.

Gravado em 2018, em meio às eleições, o filme foi feito, segundo a diretora, Caroline Fioratti, em um momento importante para se falar sobre a brasilidade, mas sem insultar as crenças.

"A gente tomou bastante cuidado com isso, eu cresci na Umbanda até por isso fui convidada para dirigir o filme, a produtora é de origem judaica, frequenta sinagogas, então eu tive uma imersão nas duas religiões e eu acho que a gente não faz graça com a religião", comentou como fizeram para retratar o tema com respeito.

"A gente mostra como as diferenças são mais parecidas do que a gente imagina e como que nós pessoas que interpretam as coisas como lhe convém... então, na verdade, é um filme sobre família", declarou ela

Cacau Protássio e a diretora Caroline Fioratti

Último acesso: 03 Dec 2021 - 14:26:29 (402461).

Leia também

TV CARAS