Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Carnaval / Folia

Vila Isabel traz a vida no campo à passarela da Sapucaí

Em desfile com alegorias gigantes, a Vila Isabel encerrou o 2º dia de Carnaval na Marquês de Sapucaí com uma homenagem à vida no campo

Redação Publicado em 12/02/2013, às 06h11 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Desfile Vila Isabel - Fotomontagem
Desfile Vila Isabel - Fotomontagem

A Vila Isabel transformou a Avenida da Marquês de Sapucaí na madrugada desta terça-feira, 12, em um verdadeiro campo a céu aberto.

Na comissão de frente, a escola apresentou um tripé em forma de caixote. O intuito foi simbolizar o transporte da riqueza do campo para a cidade. Em certo momento, o chão se abria para dar lugar à vida – representada por integrantes que desfilavam harmonicamente com suas fantasias marrons.

Os primeiros mestre-salas e porta-bandeiras, fantasiados de espantalho e milharal, respectivamente, foram os primeiros elementos da vida rural, que teve desde a apresentação dos campos verdejantes, plantação de verduras e a colheita, até a religiosidade do homem do campo e a aplicação do algodão nas artes. O abre-alas representou o início de tudo, como elementos que lembram a terra e o sol.

Em seguida foi demonstrada a ação do homem na natureza. Árvores sem folhas e caveiras foram algumas das alegorias usadas para representar as queimadas que destroem a terra. Após a devastação, foi a vez da fome e os efeitos da seca inundarem a passarela.

No carro que mostrou os homens e animais na luta contra a fome, um tatu-bola gigante de 15 metros se destacou no espetáculo. Outra alegoria expressiva foram os girassóis gigantes.

Entre as personalidades, desfilaram os autores do samba enredo da escola, Martinho da Vila (75) e Arlindo Cruz (54), e as musas Sabrina Sato (32), Suzana Pires (36) e Quitéria Chagas (32).

Última escola a desfilar no Carnaval 2013 do Rio de Janeiro, a Vila trouxe em um dos versos de seu enredo uma alusão aos bons resultados que espera obter neste ano: “A Vila vem colher felicidade no amanhecer”.