Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Carnaval / Folia

Cuidado no Carnaval: entenda os efeitos do álcool no corpo

Nessa época do ano, é importante um cuidado redobrado com a saúde; veja as dicas

Bruna Nastas Publicado em 24/02/2017, às 09h40

Cuidado no Carnaval: entenda os efeitos do álcool no corpo - Shutterstock
Cuidado no Carnaval: entenda os efeitos do álcool no corpo - Shutterstock

No Carnaval, é comum o consumo exagerado de bebidas alcoólicas que prejudicam o organismo. Nessa época do ano, é preciso alguns cuidados redobrados com a saúde.

Segundo o endocrinologista, Franciso Tostes, o problema é que ao exagerar, o organismo acaba perdendo líquido. "O problema é que o consumo de álcool estimula a diurese, por ele inibir a DH (hormônio antidiurético), apesar de estar bebendo líquido, o consumo excessivo leva a um aumento a eliminação de líquido do seu corpo, e se você também estiver exposto ao calor e sol pode levar a um quadro de insolação e desidratação. É importante que durante um bloco de carnaval, seja consumido garrafas de água, alternando com a cerveja ou bebida destilada para repor essas perdas e manter o corpo hidratado, evitando assim a ressaca do dia seguinte", explica.

Além disso, é importante alguns cuidados com a pele, já que com o álcool, ela acaba ficando com um aspecto envelhecido.

"Com o consumo de álcool, a pele fica desidratada e sem brilho, podendo assumir um aspecto craquelado e envelhecido. Em pequenas doses, não há mal algum, mas não é o que ocorre nessa época de carnaval. Os riscos dessa desidratação não se restringem apenas a parte estética, uma vez que se abre uma porta para infecções virais, como herpes e a verruga, e as bacterianas, como o temido impetigo, causado por estafilococos e até as micoses de unha e virilha, essa de longa duração de tratamento", explica o dermatologista Murilo Drummond