Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Big Brother / Torcida

BBB 24: Giovanna Ewbank declara torcida para Davi: "Quero ele bem"

Acompanhando o BBB 24, Giovanna Ewbank declara sua torcida para Davi e torce pelo brother nesta prova do líder; confira!

Giovanna Ewbank e Davi - Foto: Reprodução / Instagram
Giovanna Ewbank e Davi - Foto: Reprodução / Instagram

Nesta quinta-feira, 8, acontece uma nova prova do líder no BBB 24 e alguns famosos já tem a sua torcida para alguns brothers. Nas redes sociais, a atriz e apresentadora Giovanna Ewbank declarou que está torcendo para Davi conquistar a liderança do reality show da Globo.

Em seu perfil oficial do X (antigo Twitter), a loira mostrou que está acompanhando o programa e ainda falou sobre a prova do dia. "Tão vendo BBB? Será que é hoje que a liderança do Davi vem?? Quero ele dormindo bem, comendo bem, sendo tratado bem pelas pessoas…", escreveu a esposa de Bruno Gagliasso.

Giovanna ainda falou sobre o jogo e também puxou torcida para a aliada de Davi, Isabelle. "E pelo visto isso só vai acontecer por interesse e medo de fugir do paredão, neh?? Vai curumim! Vai cunhã!", escreveu a famosa.

Confira:

Giovanna Ewbank revela planos para indenização de Titi

Ainda nesta quinta-feira, 8, Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso conquistaram uma vitória na justiça em um processo envolvendo a filha, Titi. A influenciadora digital Day McCarthy foi condenada a pagar uma indenização pelas ofensas racistas que proferiu à menina em 2017. Agora, a família revelou o que pretende fazer com o dinheiro.

De acordo com informações do O Globo, a equipe jurídica que representa a família informou que a mulher deve pagar inicialmente R$ 180 mil. No entanto, a indenização pode ser ainda maior após a correção, ultrapassando os R$ 500 mil. Em seu stories do Instagram, Giovanna contou que todo o valor será revertido em doações, além de celebrar a conquista.

“É preciso acreditar na justiça. E acreditar que as coisas estão mudando e que o racismo será tratado como o que ele é: um crime. Hoje, pelo cumprimento estrito da justiça agradecemos ao Poder Judiciário, em especial ao Juiz da 32 Vara Cível do Rio de Janeiro, Dr. Leonardo Grandmasson, que condenou a racista a pagar uma indenização”, escreveu Gioh, que esclareceu o destino do dinheiro. “Indenização esta que faremos questão de doar!”.