Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Ceribelli: “O mais difícil está por vir”

Após perder 6 kg no quadro ‘Medida Certa’, do ‘Fantástico’, Renata Ceribelli diz à CARAS Online que continua firme com rotina de exercícios

Redação Publicado em 29/08/2011, às 14h13 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

Renata Ceribelli - Divulgação/ Rede Globo
Renata Ceribelli - Divulgação/ Rede Globo

Em 90 dias, Renata Ceribelli (44) perdeu seis quilos e 14 cm de cintura ao aceitar o desafio do quadro Medida Certa, do Fantástico: encarar uma rotina de exercícios aliada a uma dieta equilibrada, ao lado do colega de trabalho, Zeca Camargo (48).

Em entrevista exclusiva à CARAS Online, a jornalista disse que segue firme e forte os hábitos que adquiriu durante as gravações, mas confessa que é difícil manter um novo estilo de vida. “O mais difícil está por vir. Estarei de férias em setembro e, normalmente, a gente se permite mais quando está viajando a lazer, não é?”.

- Você assimilou os exercícios e a dieta equilibrada na sua rotina após o fim do Medida Certa?
- Completamente. Mantenho meus treinos no mínimo cinco dias por semana e minhas refeições continuam equilibradas do ponto de vista nutricional, ou seja, sempre pensando em ter carboidratos, fibras e proteína no prato. Continuo disciplinada na rotina, mas claro que me permitindo algumas exceções de vez em quando, como o próprio Medida Certa prega. Por exemplo: na minha rotina, continuo diminuindo a gordura e doces, aumentando a água e os alimentos com fibra, comendo frutas e fracionando as refeições de 3 em 3 horas. Mas tenho meus dias de exceção, quando bebo meu vinho e como até meu chocolatinho. O que não pode é a regra virar exceção. Exceção é a cada 10 dias, e não a cada 10 horas, ok? (risos).

- Você chegou a emagrecer mais após os 90 dias?
- Cheguei sim. Voltei à nutricionista e recebi a boa notícia de que perdi mais 1,5 kg na balança e 2,5kg de gordura.

- Qual o segredo para manter o peso perdido?
- É continuar encarando tudo o que aconteceu comigo no Medida Certa como uma mudança de estilo de vida, e não como uma dieta. Dieta tem começo, meio e fim. Estilo de vida é pra sempre. Claro que continuo atenta às mudanças.  Manter o peso é um teste de resistência com seu corpo. Sabe-se que o corpo tende a resistir e a voltar ao peso antigo. Por isso, é importante a mudança de estilo de vida e não apenas uma mudança temporária na rotina.

- O que está sendo mais difícil pra você?
- O de sempre. Manter um novo estilo de vida, com exercícios físicos e alimentação balanceada, na minha rotina de trabalho pouco previsível. Eu não sei onde estarei semana que vem, se vou estar fazendo mais refeições em casa ou na rua , se estarei viajando... Aliás, o mais difícil está por vir. Estarei de férias em setembro e normalmente a gente se permite mais quando está viajando a lazer, não é? Mas nem nas férias a atividade física deixará de estar presente. E não é só pela "medida certa", não! Eu realmente, hoje em dia, sinto muita falta de exercícios.

- Do que você mais gosta de fazer para se exercitar, e que traz resultados para a perda de peso?
- Pedalar horas , duas, três, quatro, até seis 6 horas em um final de semana, com um grupo de amigos. Isso é o que eu mais gosto de fazer para me exercitar. Mas, para trazer resultados para a perda de peso, só mesmo com regularidade. E, além do ciclismo de rua, faço spinning  e corrida. Vario as atividades para estar sempre tirando meu corpo da zona de conforto e, assim, dando uma "cutucada" no meu metabolismo.

- Que alimentos você mais indica para manter o peso ideal?
- Os menos gordurosos e aqueles que promovem mais saciedade. Por exemplo, menos carne vermelha e mais cereais e alimentos integrais.

- Quais foram os principais benefícios que você sentiu após o fim do Medida Certa?
Os benefícios foram muitos. Além  de emagrecer, claro, a disposição muda bastante. E a atividade física quase que diária tem um efeito que faz muita diferença na minha vida: diminui minha ansiedade. Não quero nunca mais perder esse benefício. A vida fica muito melhor quando estamos menos ansiosos.

- Fale sobre o livro que você e o Zeca Camargo vão escrever com dicas sobre o assunto.
- Estamos escrevendo um livro, sim. Contando de maneira mais "intimista" como foram essas 12 semanas nas nossas vidas. Estamos contando bastidores que não foram ao ar e descrevendo sensações e sentimentos que nos levaram adiante nesse desafio. O livro tem a participação também do Márcio Atalla e, claro, muitas dicas para reprogramar o corpo em 90 dias.