Evolução da sífilis: quando se deve buscar ajuda?

Evolução da sífilis
Evolução da sífilis Estúdio CARAS


Entenda como a sífilis evolui e saiba quando procurar ajuda


Os sintomas aparecem e desaparecem se a infecção não for tratada, por isso a prevenção é tão importante

A sífilis é uma infecção sexualmente transmissível (IST), curável e de caráter sistêmico. É silenciosa e, se não for tratada adequadamente, perigosa. Após contato inicial com a bactéria, esta pode permanecer no corpo da pessoa por décadas para só depois manifestar-se novamente.

Mais Notícias


A sífilis adquirida até dois anos é considerada recente. Nessa fase, a doença pode manifestar-se como sífilis primária, secundária ou latente recente. Já a infecção presente no indivíduo há mais de dois anos é chamada de sífilis tardia, e pode manifestar-se como latente tardia ou terciária.


A evolução da sífilis costuma ser silenciosa e assintomática. Os sinais e sintomas , quando ocorrem , variam de acordo com as fases da infecção. Na sífilis primária pode ocorrer o surgimento de uma úlcera única no local de entrada da bactéria, o cancro duro, geralmente no pênis, vagina, colo do útero, ânus, boca ou outros locais de contato. Essa lesão não dói, não coça, não arde e não tem pus. Podem surgir também caroços na virilha. Essas manifestações ocorrem de 10 a 90 dias após a infecção, que compreende o período de incubação. Essa ferida desaparece espontaneamente sem deixar cicatriz após algumas semanas, mesmo se não for tratada.


Se não for diagnosticada e tratada, a sífilis pode evoluir para a fase secundária, que tem como sinais manchas pelo corpo, principalmente na palma das mãos e planta dos pés, que são as mais comuns, sendo, muitas vezes, confundidas com alergias. Essas manchas também desaparecem de forma espontânea em poucas semanas, independentemente de tratamento, mesmo a pessoa ainda tendo a infecção. Nesse estágio, pode haver outros sintomas como febre, mal estar, dores de cabeça, náuseas, vômitos e caroços pelo corpo.
A manifestação da sífilis terciária pode levar longos períodos para ocorrer e talvez os sintomas jamais surjam. Em geral, o tempo médio para essa fase iniciar é entre dois e quatro anos após a infecção, mas pode demorar décadas. Essa fase da infecção é a mais grave,  pois apresenta lesões cutâneas, ósseas, cardiovasculares e neurológicas, que causam destruição dos tecidos, podendo levar até mesmo à morte.


Sífilis tem cura e o tratamento é oferecido gratuitamente pelo SUS. É importante se prevenir sempre, usando camisinha masculina ou feminina em todas as relações sexuais, inclusive no sexo oral, e fazer o teste rápido anualmente.


Uma gotinha de sangue já permite a detecção da sífilis. Não deixe de fazer o teste se você tiver qualquer suspeita. O resultado sai em apenas 30 minutos.
 

por Estúdio CARAS
Atualizado terça 22 janeiro, 2019 (312000) | 23/04/2019 21:24:54

Mais conteúdo sobre:

CARAS Recomenda

  1. CARAS Experience: D&D reúne arquitetos em passeio de lancha
  2. D&D premia arquitetos em São Paulo
  3. Fabrizio Fasano tira suspiros no 'Bate Bola na Cozinha'
  4. Sandra Matarazzo e sua paixão no Bate Bola na Cozinha

Receba em Casa

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

  1. 1 Junno Andrade posa com Xuxa e se derrete: ''Amor''
  2. 2 Thais Fersoza curte piscina com família e Melinda se revolta
  3. 3 Vivi Araújo manda indireta após recado de Gracyanne Barbosa
  4. 4 Carol Dantas revela desejo grávida e noivo destrói momento
  5. 5 Gracyanne Barbosa pega pesado na academia e impressiona
  6. 6 Após polêmica com Neymar Jr., Zé Felipe posa com a namorada
  7. 7 Estrelas do SBT revelam brigas e espionagem nos bastidores
  8. 8 Ex-BBB Paula abre o jogo sobre a fama após ganhar o reality
  9. 9 Bruna Griphao ousa em ensaio e quase mostra demais
  10. 10 Luísa nega pausa na carreira para cuidar de Whindersson