Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Bem-estar e Saúde / Internação

Baixista Mingau volta ao hospital menos de um mês após alta

Depois de ficar alguns dias em uma clínica de reabilitação, o baixista Mingau voltou a ser internado em um hospital de São Paulo

por Priscilla Comoti

pcomoti_colab@caras.com.br

Publicado em 09/02/2024, às 18h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Mingau - Foto: Reprodução / Instagram
Mingau - Foto: Reprodução / Instagram

O baixista Mingau, da banda Ultraje a Rigor, voltou a ser internado em um hospital de São Paulo. De acordo com o site G1, ele precisou ser hospitalizado para cuidar de um desequilíbrio gastrointestinal e realizar novos exames.

A filha dele informou que o pai está bem. O artista ficou internado em uma clínica de reabilitação pelos últimos 25 dias depois de receber alta hospitalar no início do ano.

Antes disso, ele ficou internado na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) desde setembro de 2023, quando foi baleado na cabeça em Paraty, no Rio de Janeiro.

Filha de Mingau compartilha primeira foto do pai fora do hospital
Filha de Mingau compartilha primeira foto do pai fora do hospital - Reprodução/Instagram

O que aconteceu com Mingau?

O baixista Mingau foi baleado na cabeça durante uma ação de criminosos em Paraty, no Rio de Janeiro, no dia 2 de setembro de 2023. Ele estava em um carro com um amigo quando eles foram atacados. Mingau foi atingido e perdeu o controle do carro, que bateu no portão de uma casa.

Por causa do ferimento, Mingau passou por uma cirurgia de emergência na cabeça. Logo depois, ele também fez outro procedimento cirúrgico para diminuir a pressão no crânio e também uma traqueostomia.

"Passamos de dois meses na UTI, como vocês devem imaginar. As primeiras semanas não foram nada fáceis. Mas, graças a Deus e às equipes que cuidam dele no hospital, os dias de angústia ficaram para trás. Aos poucos, comemoramos cada momento como uma grande vitória: abrir os olhos, mover a cabeça, mexer dedos das mãos e pés... até dar o sorriso mais lindo do mundo! Logo mais vamos para uma clínica onde ele poderá se reabilitar. Um ambiente mais leve para compartilharmos com vocês a sua evolução. [...] Agradecemos de coração a todos que fizeram preces e enviaram palavras de encorajamento. E até o próximo boletim", disse a filha dele na época.