Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS

Depilação a laser: saiba tudo sobre esta técnica que elimina seus pelos para sempre

Método é seguro e ajuda as mulheres a se livrarem dos pelos no verão sem ter que agredir a pele com lâminas e ceras. Médica fala sobre os lasers; confira

Luiza Camargo Publicado em 15/10/2014, às 16h01 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Tudo sobre a depilação a laser: vantagens e riscos - Shutterstock
Tudo sobre a depilação a laser: vantagens e riscos - Shutterstock

Os dias quentes chegaram e os vestidos curtos, shorts, regatas e biquínis se transformam em peças essenciais para o dia a dia da primavera/verão. Porém, o que não combina com esse figurino leve são os pelos, terríveis inimigos das mulheres. Cada vez mais acessíveis financeiramente, fáceis de achar e seguros, os lasers que eliminam para sempre esses "vilões" são uma boa opção para ficar com a pele lisa e delicada na axila, na perna e na virilha. Em entrevista à CARAS DIGITAL, a medica especialista em cirurgia plástica e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica, Roseli Cardinali, revelou os principais benefícios e quais são os cuidados necessários para fazer uma depilação  a laser sem nenhum risco para a saúde. Confira!

Como o laser age no pelo?
Existem vários tipos de máquinas de laser, e cada uma delas tem uma proposta de atuação, mas, de forma geral, podemos dizer que a energia disparada do aparelho irá atuar destruindo o  folículo, o que progressivamente enfraquecerá e diminuirá a formação e crescimento do pêlo. A energia disparada pelo aparelho no local tratado será transferida em forma de calor, que será conduzido até o folículo e bulbo, fazendo uma destruição térmica destas estruturas.

Quais os tipos de laser que são usados para esse tratamento?
Os aparelhos foram evoluindo, principalmente na ultima década. Os tipos de laser mais utilizados para fazer a depilação a laser são o laser Alexandrite, o laser de diodo (800nm) e o laser Nd:YAG (1064nm). Outra opção são as máquinas de LIP, luz intensa pulsada.

O tratamento pode ser feito em qualquer pele? (negra, branca, morena ou amarela?
Com as máquinas novas, sim! Mas a avaliação de cada caso deve ser feita pelo médico especialista. Cada tipo de pele pede um ajuste de energias. Os pelos que não respondem bem são os ruivos, muito claros e brancos.

E a dor, é suportável?
Costumamos dizer que muito mais suportável que uma depilação tradicional com ceras.

Quais os cuidados antes do tratamento?
Não estar bronzeado e não ter na região ferimentos. De preferência, não estar fazendo métodos de depilação por 'arrancamento', como ceras e pinças, para que o pelo tenha a sua velocidade normal de crescimento e a sessão possa ser bem aproveitada.

E após as sessões, o que é preciso fazer?
Não existe um cuidado especial após a sessão.

Em quanto tempo é possível ver resultados?
De uma sessão para outra, com intervalo de 3-4 semanas, já podemos ver os resultados.

Quanto tempo os resultados duram? É preciso fazer sessões de manutenção?
Após alcançar um resultado satisfatório, pode-se apenas fazer a manutenção 1-2x por ano, conforme o caso, isto é, dependendo de quanto pelo a pessoa já tinha, qual a região, se tem ou não alterações hormonais, se faz uso de medicações que estimulam o crescimento do pelo.

Para quem quer chegar sem pelos no verão, ainda dá tempo de começar o tratamento em outubro?
Sim dá, mas possivelmente não estará livre, apenas aliviada, mas deverá manter as sessões durante ou após o verão.

Quem tem tatuagem pode fazer esse tratamento?
Pode, mas o disparo não será efetuado em cima da tatuagem.