Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Grávidas precisam redobrar cuidados com higiene bucal e aparelhos ortodônticos

Dentista revela como deve ser o tratamento odontológico das gestantes, que têm apresentado muitos problemas bucais, como cáries e gengivite

Luiza Camargo Publicado em 19/03/2014, às 15h48 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Grávidas precisam redobrar cuidados com higiene bucal - Shutterstock
Grávidas precisam redobrar cuidados com higiene bucal - Shutterstock

Toda mulher grávida sonha que sua gestação seja perfeita, por isso, segue as orientações dos ginecologistas, os exames, pré-natal, além de montar o quartinho decorado, comprar as roupinhas, etc. Porém, muita gente se esquece da saúde bucal, que também deve ser acompanhada de perto durante a gravidez, já que o acompanhamento odontológico pode prevenir muito problemas na gestação, como o nascimento prematuro, por exemplo. 

+ Espinhas na gravidez e na idade adulta: como tratá-las?

Em um recente levantamento da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, foi revelado que quase metade das grávidas do estado apresentam algum problema bucal, como gengivite ou cárie, por isso esse cuidado é muito importante. Entre os riscos que as grávidas que “esquecem” do dentista sofrem, está o uso do aparelho ortodôntico. Eles só podem ser usados após 120 dias de gestação, já que antes disso, pode ser prejudicial ao feto que ainda está no início de sua formação.

Em entrevista à CARAS DIGITAL, o dentista e presidente da OdontoCompany, Paulo Zahr, revelou quais são os cuidados que uma grávida precisa ter com sua saúde bucal, assim como os riscos que ela e o bebê podem sofrer caso seja negligente com o tratamento de seus dentes. Confira a seguir!

-> Quando a mulher está grávida sua boca fica mais sensível?

É importante esclarecer que a gravidez não é responsável pelo surgimento de cáries ou doenças gengivais, isto porque não há transferência de minerais (cálcio e fosfato) dos dentes da gestante para o bebê.  Somente em casos extremos, quando o estoque de cálcio for insuficiente para os dois, o organismo feminino libera a substância contida nos ossos e dentes.

-> Por que é importante que as gestantes façam um acompanhamento odontológico?

No período da gravidez as gestantes passam por muitas mudanças no estilo de vida que influenciam sua saúde bucal, como maior frequência na alimentação e os enjoos, que acabam prejudicando a escovação e fazendo com que a formação da placa bacteriana aumente.

-> Como deve ser o acompanhamento da gestante no dentista? As consultas devem ser mais frequentes?

O recomendado seria manter um acompanhamento odontológico periódico. Se não houver caso emergencial por dor, o ideal é que haja uma procura entre os 90 e 150 dias de gestação, período de maior segurança gestacional, e a data do parto está distante.

-> Há algum perigo para as mulheres que usam aparelho e ficam grávidas?

Sim. O aparelho só pode ser ativado após 120 dias de gestação. Caso a mulher já use aparelho e descobre que está grávida, ela precisa solicitar ao dentista que tire o aparelho. O tratamento só poderá ser retomado depois do terceiro mês de gestação.

-> Como que um tratamento dentário pode prevenir o nascimento prematuro do bebê?

Um cuidadoso tratamento dentário pode prevenir outros problemas na gestação, como o nascimento prematuro. Além de prevenir doenças bucais, a gestante deve manter um acompanhamento odontológico durante os nove meses de gestação.

-> A saúde bucal da mãe influencia na saúde bucal do filho no nascimento? Por exemplo, se ela não cuidar direito e ter cáries, isso pode influenciar a saúde bucal do bebe ou futuramente?

Não. Felizmente não há transferência dos problemas bucais da mãe para o bebê, durante a gestação e no nascimento. O que pode acontecer é que se a gestante for obrigada a tomar medicamentos, devido a infecções, durante a fase de formação dos dentes do bebê (quinto mês de vida uterina para os dentes permanentes e sexto mês para os dentes de leite), a criança poderá ter má formação dos dentes.

-> É perigoso uma grávida ter gengivite?

A alteração dos hormônios na gravidez altera as fibras da gengiva facilitando o acesso de bactérias que provocam gengivite. Um dos sintomas mais comuns dessa doença é um sangramento intenso e espontâneo durante a escovação. Se a gravidez for programada, a futura mãe deve passar por uma avaliação prévia para se informar quanto aos cuidados para prevenir problemas durante a gestação.

-> Quais são as recomendações necessárias para uma grávida ter sua saúde bucal perfeita?

No primeiro trimestre é normal que ocorra muito enjoo, o que deixa a boca mais ácida e prejudica o esmalte dos dentes, uma solução para isso é, depois que indisposição passar, usar água ou enxaguantes bucais para fazer bochecho e manter a higienização. Fora isso, uma boa escovação, dieta adequada e um bom acompanhamento odontológico é o essencial para uma boa saúde bucal durante a gestação.