Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

'O funk do meu Rio se espalhou pelo Brasil': Relembre a trajetória de MC Marcinho

Considerado o príncipe do funk, MC Marcinho morreu neste sábado, 26, aos 45 anos

Mariana Arrudas Publicado em 26/08/2023, às 12h10 - Atualizado às 13h10

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
O músico MC Marcinho posando para foto - Foto: Reprodução/Instagram @mcmarcinho
O músico MC Marcinho posando para foto - Foto: Reprodução/Instagram @mcmarcinho

Criador do sucesso Glamurosa, o cantor MC Marcinho morreu aos 45 anos neste sábado, 26. Considerado o príncipe do funk, o músico teve uma grande trajetória emplacando hits que espalharam o ritmo a nível nacional. Relembre a seguir sua trajetória.

"O funk do meu Rio se espalhou pelo Brasil" é uma das frases mais conhecidas de MC Marcinho, cantada na música Glamurosa. O sucesso, lançado em 2001, o tornou conhecido pelo país inteiro. Porém, na época, ele já estava na carreira musical há 10 anos.

MC Marcinho estreou na música há cerca de 30 anos, quando tinha apenas 16. Sua primeira canção foi escrita quando o cantor encontrou sua então namorada com outro rapaz, e, após ouvir a sugestão de amigos e adicionar as batidas do Volt Mix à sua letra, nascia o Rap do Solitário.

Leia também:Entenda a causa da morte de MC Marcinho; príncipe do funk esperava transplante de coração

Logo, ele começou a participar do circuito de bailes da Baixada Fluminense, com sua única música, e seguiu fazendo sucesso até ser notado pelo DJ Marlboro e o empresário Rômulo Costa. Pouco tempo depois, ele lançou outro sucesso romântico, Princesa, dedicado a seu par na época, MC Cacau.

No início dos anos 1990, ele passou a liderar a segunda geração de MCs cariocas, e dividia seu sucesso no que viria a ser chamado como funk melody com Claudinho Buchecha. MC Marcinho passou a ser figura frenquente nos programas de Xuxa e de outras musas, e foi nelas que se inspirou para escrever Glamurosa.

Seu maior sucesso chegou quando ele já havia desistido do funk e estava trabalhando na administração de um hospital. Então, com a ajuda de MC Marlboro, ele lançou a canção inspirada em Xuxa, Regina Casé Verônica Costa. A faixa fez sucesso no Brasil e no mundo, e voltou recentemente na trilha de Vai na Fé.

Leia também:Internações e até atentado, MC Marcinho teve lutas durante a vida

Com o passar dos anos 2000, MC Marcinho foi perdendo espaço no funk. No ano de 2006, ele sofreu um acidente de carro e uma tentativa de assalto –episódios que marcariam sua vida, debilitando sua saúde. Apesar disso, ele ainda gravou algumas músicas como Salve Favela, com Babu Santana, e Quero Te Levar, com a rapper Lourena.

A informação da morte do artista foi confirmada pelo Hospital Copa d'Or, no Rio de Janeiro, em que ele estava internado desde o fim de junho por um quadro de insuficiência cardíaca e renal. MC Marcinho morreu em decorrência da falência múltipla de órgãos, deixando a ex-mulher e cinco filhos.