Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Atualidades / BOLETIM MÉDICO

Novos dados revelam causa da morte da cantora Paulinha Abelha, aos 43 anos

O novo boletim médico revela que o fígado de Paulinha Abelha foi afetado por substâncias para emagrecer e mais

CARAS Digital Publicado em 08/03/2022, às 13h33

Novos dados revelam morte da cantora Paulinha Abelha - Reprodução/Instagram
Novos dados revelam morte da cantora Paulinha Abelha - Reprodução/Instagram

Na última segunda-feira, 7, foi divulgado os resultados do exame toxicológico e biópsia da cantora Paulinha Abelha (1978 - 2022), que morreu aos 43 anos.

Segundo o boletim médico, o fígado da artista se lesionou devido a um mix de substâncias tomadas para dormir, ficar alerta, ganhar definição muscular e, principalmente, emagrecer.

Na análise geral, o resultado da biópsia revela que o fígado da cantora estava fortemente debilitado, com áreas mortas, e possuía retenção de bile no fígado.

Já o exame de substâncias tóxicas no corpo deu positivo para duas substâncias: anfetaminas, remédios que agem no cérebro aumentando estado de alerta e que têm efeito sobre o apetite, e barbitúricos, que são sedativos e calmantes.

Além disso, a cantora tinha uma receita, assinada por uma médica nutróloga, indicando um conjunto com 7 medicamentos ou fórmulas. Ao todo, continham 18 substâncias, com o intuito de inibir a absorção de carboidratos, gordura, atuar no humor, no sono e apoiar nos treinos físicos para ganhar massa muscular.

Paulina Abelha foi internauta no último dia 11 de fevereiro com problemas renais, teve uma piora clínica, e não sobreviveu.