Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Michel Teló aparece ainda de aliança em programa de TV

O cantor Michel Teló gravou participação no programa Mais Você, de Ana Maria Braga, antes do anúncio da separação com Ana Carolina Lago

Redação Publicado em 23/02/2012, às 09h39 - Atualizado às 09h44

Michel Teló, Louro José e Ana Maria Braga - Divulgação/ Rede Globo
Michel Teló, Louro José e Ana Maria Braga - Divulgação/ Rede Globo

Sucesso internacional com as versões em vários idiomas do hit Ai Se Eu Te Pego, Michel Teló (31) disse em entrevista a Ana Maria Braga (62) que a fama não mudou seu jeito de ser. As mudanças, segundo ele, foram apenas no visual.

"O coração continua o mesmo, os sonhos continuam os mesmos. Mudou o cabelo, um pouquinho o jeito de ser vestir, mas o coração, a alegria e a vontade de levar alegria para as pessoas continua", disse Teló, comentando a primeira vez que participou do Mais Você em 2005, ainda como vocalista do Grupo Tradição. Neste período, ele usava cabelo no estilo Justin Bieber no início de carreira. "Nessa época o Justin ainda estava no colo da mãe dele praticamente", brincou.

Teló gravou a participação no programa antes do anúncio do divórcio com a dentista Ana Carolina Lago (23) e apareceu ainda com aliança na mão esquerda. Eles se divorciaram no dia 10 de fevereiro após seis anos juntos, três de namoro e três de casamento. Logo após a separação, Michel disse em comunicado que 'ninguém casa para se separar'.

Coreografia tímida

Depois de 12 anos nos vocais do Tradição, Michel optou pela carreira solo. Foi quando um dos irmãos, ao sair de uma festa, ouviu alguém dizer 'beijo, me liga'. Foi a inspiração para o que seria o primeiro sucesso de Michel: Ei, psiu. Beijo, me liga. "Deus manda as coisas pra gente. Ele tem sido muito bom pra mim", disse.

Em seguida, veio o sucesso com Fugidinha, assinada por Thiaguinho e Rodriguinho. Mas foi mesmo com Ai Se Eu Te Pego que ele chegou ao estrelado mundial. "Aqui no Brasil já era primeiro lugar, o Neymar já tinha dançado. Acredito que os jogadores levaram para a Seleção Brasileira e todos levam para os times, seus países, e chegou no Cristiano Ronaldo", conta. A dancinha, segundo Teló, teve papel fundamental para o estouro do hit. "A coreografia é da Sheron (Acyoli), dos compositores. Mas os baianos dançam muito mais quentes, maiss exagerado e eu sou mais tímido, mais na minha. Eu trouxe para o meu jeitinho tranquilo de fazer coreografia e ficou muito simples, todo mundo faz", comemora.

Agora, a aposta é Humilde Residência. "Eu tenho 18 anos de carreira, comecei a tocar baile pequenininho. Com 14 anos pra 15 montei o meu estúdio, queria saber de música. Para chegar nesse momento que estou vivendo, sei o quanto foi trabalhado e difícil. E tenho total consciência para dar continuidade".