Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

'Não tenho tempo para a depressão', revela Astrid Fontenelle em entrevista a Marília Gabriela

Lutando contra o lúpus, Astrid Fontenelle participa do 'Marília Gabriela Entrevista' e fala do apoio do filho, Gabriel, em sua recuperação e sobre a experiência de mudar radicalmente o visual em função do tratamento

Redação Publicado em 27/06/2012, às 17h55 - Atualizado em 01/08/2012, às 13h14

Astrid Fontenelle e Marília Gabriela - Eliana Rodrigues/Divulgação
Astrid Fontenelle e Marília Gabriela - Eliana Rodrigues/Divulgação

No fim de janeiro, Astrid Fontenelle (51) foi diagnosticada com lúpus, uma doença autoimune provocada pelo desequilíbrio no sistema imunológico. Desde então, a apresentadora do programa Chegadas e Partidas, do GNT, precisou ficar longe do filho, Gabriel (3), durante os 13 dias em que ficou internada e, recentemente, decidiu cortar bastante o cabelo.

“Perder o cabelo é muito forte. Meu cabeleireiro diz que não adianta mudar o visual sem mexer no cabelo. Quando vi aquilo caído, liguei para ele na hora e disse para cortar tudo e procurar uma prótese”, revelou a artista durante entrevista ao programa Marília Gabriela Entrevista. “Tem gente que acha que eu fiquei doente por conta da carga emocional que recebo ali [no programa], pois o lúpus tem um fundo emocional muito forte. Passei a vida inteira achando que ia ter câncer, mas eu tenho uma doença que é oposta. Eu fiquei chocada, tão chocada, que não sabia rezar uma Ave Maria”.

Para Astrid, seu filho é o grande responsável por sua volta ao trabalho. “Não tenho tempo para a depressão. O trabalho preenche, é a minha alma. E sabe quem me levou a trabalhar? O meu filho”, disse a apresentadora para Marília Gabriela (64), que reestreou seu programa no início de maio retratando seu reencontro com o herdeiro após 13 dias distantes um do outro. “Foi o meu recomeço, buscando ele no aeroporto. É um horror esperar alguém que você ama muito e está com saudade. Foi a coisa mais linda do mundo”.

Emocionada, ela citou o trecho do clássico de Gilberto Gil (70) “Andar com fé eu vou, que a fé não costuma faiá” e afirmou que essa música a tem deixado muito feliz nos últimos tempos.

A entrevista de Astrid Fontenelle ao programa Marília Gabriela Entrevista vai ao ar no próximo domingo, 1º, às 22h, no GNT.