Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS

Marina Elali mostra sua casa reformada na Barra da Tijuca

Cantora Marina Elali diz como sua casa virou um templo de fé, lazer e trabalho

Redação Publicado em 03/01/2012, às 17h46 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

Na sala do apartamento carioca, a potiguar toca no piano branco sua versão para Atrás da Porta, da trilha de A Vida da Gente. - César Alves
Na sala do apartamento carioca, a potiguar toca no piano branco sua versão para Atrás da Porta, da trilha de A Vida da Gente. - César Alves

O conceito de lar para Marina Elali (29) vai bem além de uma simples habitação. Foi com esse objetivo que a cantora e compositora reformou seu apartamento na Barra da Tijuca, Rio, abrindo espaços para o trabalho, a espiritualidade, o lazer e a busca da boa forma. Na sala, um piano de cauda branco, um antigo sonho de consumo, decora o ambiente e inspira a dona da casa, que foi revelada pelo reality show da Globo Fama e estourou no País com One Last Cry, da trilha de Páginas da Vida, em 2006. É no instrumento que Marina compõe, quase sempre de madrugada. Para registrar as canções, transformou um dos quartos em estúdio e, para lembrar do carinho dos fãs, reservou um outro para abrigar os presentes que recebe. São várias cartas e bichinhos de pelúcia que a deixam toda derretida. “É a primeira vez que abro minha casa. Achei bacana mostrar que, por trás da personagem, da diva no palco, existe uma garota que ama a família, é moleca, cuida do apartamento e se apaixona...”, derrete-se mais uma vez ela, que há um ano e meio namora o empresário americano JC Salvatierra (36), companhia cada vez mais constante no Rio. O jeito de menininha convive sem problemas com o porte chamativo. Com 1,71m e 59 kg, ela admite que é vaidosa. Mantém um closet repleto de grifes e montou em casa uma miniacademia. Mas Marina não se preocupa só com o corpo. Na varanda, com vista para o mar e várias imagens de Buda, ela pratica yoga, medita e lê sobre religiões. “Gosto da ideia budista de equilíbrio, de alcançar o caminho do meio”, reflete ela, que atualmente participa de A Vida da Gente com a canção Atrás da Porta. “Ainda me emociono muito ao ouvir minha voz na TV.”

– Como está o namoro?

– Vivo uma fase excelente, JC me protege, cuida de mim. E agora não fico mais sozinha nos hotéis, ele viaja comigo. Apesar de morar em Miami, passa mais tempo no Brasil. Fica na minha casa. (risos)

– Planeja casamento, filhos?

– Ainda me considero nova para isso e acho que o prazo para ser mãe pode ser estendido.

– Quais são seus próximos projetos profissionais?

– Vou gravar um CD e um DVD de forró em homenagem ao meu avô Zédantas, parceiro de Luiz Gonzaga em sucessos como Xote das Meninas, Sabiá, Cintura Fina e Farinhada. O lançamento será em junho de 2012, durante as festas de São João. Outra novidade é que acabei de gravar uma participação na minissérie global O Brado Retumbante, que vai ao ar em janeiro. Adorei atuar. Mas não tenho planos de seguir carreira, a música já toma meu tempo completamente. Acabei de voltar de Miami, onde comecei a trabalhar no meu terceiro CD.

– Você sempre está sorrindo, é mesmo uma pessoa alegre?

– Sempre fui falante, risonha... Tenho sorriso fácil, graças a Deus. O fato de receber muito carinho dos meus fãs também ajuda. Tento retribuir isso da melhor forma possível, transmitindo sentimentos positivos em meus shows.