Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Madonna enfrenta lei e defende causa gay na Rússia

"As pessoas estão se tornando mais e mais intolerantes", declarou Madonna em show feito em São Petersburgo, onde lei proíbe defender causa gay

Redação Publicado em 10/08/2012, às 18h00 - Atualizado em 24/03/2020, às 15h22

Madonna - Getty Images
Madonna - Getty Images

Madonna (53) cumpriu sua promessa. Em março, quando foi anunciado que a Rússia havia aprovado uma lei que proíbe seus cidadãos de defender qualquer orientação sexual além da heterossexual, a cantora avisou que iria dar voz à comunidade gay em seu show São Petersburgo, que aconteceu nesta quinta-feira, 9. E assim o fez.

Um dia antes do show, Madonna mandou sua produção distribuir pulseiras rosas para todo público. Durante a apresentação, a cantora pediu para que todos levantassem os braços para demonstrar apoio a causa gay. Mas antes, ela fez um longo discurso sobre os direitos dos homossexuais.

“É um momento muito estranho no mundo. Eu estou viajando pelo mundo todo e eu sinto isto no ar... Eu sinto que as pessoas estão se tornando cada vez mais amedrontadas das outras pessoas que são diferentes, as pessoas estão se tornando mais e mais intolerantes. É um tempo muito assustador, mas nós podemos fazer a diferença. Nós podemos mudar isso. Nós temos o poder. E não precisamos de violência, nós apenas precisamos do amor”, disse Madonna para seu público.

A cantora não fez nenhuma menção ao governo atual da Rússia, nem mesmo respondeu às declarações do vice-primeiro-ministro Dmitri Rogozin, que chamou a americana de ‘p... velha’ e a criticou por ‘querer dar lições de moral a todo mundo’. Ao invés disso, Madonna comparou a luta da causa gay com as campanhas feitas por Martin Luther King Jr. (1929 - 9168) em defesa dos direitos afrodescendentes, citando a oposição violenta que ele sofreu e mesmo assim não desistiu.

“A comunidade gay aqui, e em todo mundo, tem os mesmos direitos de ser tratada com dignidade, respeito, tolerância, compaixão e amor”, continuou Madonna. “Vocês estão comigo? Se vocês estão, eu quero ver suas pulseiras rosas... se vocês estão comigo, levantam seus braços e mostrem seu amor e apreciação pela comunidade gay”, pediu.

A cantora também alfinetou os grupos religiosos que lutam contra a causa gay. “Jesus disse isso, Mohammed disse isso, Moses disse isso, está em qualquer livro sagrado, outras religiões dizem isso: ‘Ame o próximo como a ti mesmo’. Você não pode usar a religião para tratar mal as outras pessoas. Você não pode usar o nome de Deus para tratar mal as outras pessoas. Nós todos merecemos amor. Vamos viver sem medo!”, declarou.

Fãs de Madonna levantaram placas com a frase ‘No Fear (Sem Medo)’. As mesmas palavras apareceram nas costas da cantora após a apresentação da música Human Nature. Ainda não foi divulgado se cantara será multada por seu discurso. 

Assista ao vídeo amador do discurso gravado por um fã: