Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

"Envenenamento por álcool" é causa da morte de Amy Winehouse, diz investigação

Investigação da polícia britânica afirma que Amy Winehouse tinha cinco vezes mais do que o limite de álcool permitido no sangue para se dirigir, no dia de sua morte

Redação Publicado em 26/10/2011, às 11h42 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

Amy Winehouse - Reprodução
Amy Winehouse - Reprodução

Amy Winehouse morreu envenenada por álcool. É o que diz a investigação da polícia britânica, que chegou a uma conclusão nesta quarta-feira, 26.

De acordo com o jornal The Guardian, a investigação aponta que Amy tinha cinco vezes mais do que o limite de álcool no sangue permitido para se dirigir, no dia de sua morte.

A cantora foi encontrada morta em sua casa no dia 23 de julho e, de acordo com a autópsia divulgada pelo legista, não tinha consumido nenhuma substância ilegal. Em recente entrevista, Reg Traviss, que namorou Amy nos últimos meses de sua vida, afirmou que ela não usava drogas há dois anos.

A BBC publicou que a cantora tinha ficado três semanas antes de sua morte sem beber. Quando seu corpo foi encontrado, havia três garrafas de vodca no seu quarto.

A Scotland Yard, polícia britânica especializada em investigações, agora se preocupa em achar uma cópia do resultado dos exames toxicológicos que está perdida, após ter sido enviada para família da cantora com o endereço errado.