videos Saúde

Wanessa Camargo revela luta contra autoimagem e medidas: ''Já cheguei a não querer sair''

A cantora fez um verdadeiro desabafo sobre a questão

Wanessa Camargo está embarcando em uma nova fase em sua carreira com a chegada de sua parceria com a cantora,Brisa Carrillo, com quem gravou a música Muñeca Plástica (Boneca de Plástico) para entrar na trilha sonora da série mexicana Como Dice el Dicho, em português Como Diz o Ditado.

Em uma entrevista exclusiva com a TV CARAS, a artista confessou que esse trabalho é uma grande conquista para mulheres de todas as idades, devido mensagem da letra que questiona os padrões de imagem que a sociedade costuma impor sobre elas e como isso afeta a autoestima. “A gente introspecta todas essas cobranças, seja quando a gente vê capas de revistas e novelas feitas com ''mulheres perfeitas'' e aí, quando a gente é adolescente, queremos ter aquele corpo e não entendemos que a pessoa já tem aquela genética. Ai não come mais nada, começamos a fazer regime[...] Essa música me deixou muito feliz em cantar isso, pois é uma mensagem muito bacana para as meninas e mulheres mais maduras” , explicou, 

Ao ser questionada se existe algum tipo de conexão específica entre sua vida pessoal com o que foi retratado na canção, Wanessa entregou que trava uma batalha com seu corpo há muitos anos e que já passou por grandes dificuldades. “Eu passei muito tempo da minha vida com problema com o peso! Não vou ser mentirosa e dizer que não tenho. Não gosto de ficar acima do peso, me incomoda! Já cheguei a não querer sair por causa de roupa, porque estava me sentindo feia, apagar uma selfie porque estava achando feia e porque não estava naquele patamar que eu via as pessoas postando”. declarou.

Camargo também entregou que sua estatura já foi um verdadeiro dilema em sua jornada e que usava de alguns artifícios para tentar escapar dos pensamentos autocríticos. “Durante muito tempo, eu também tive problema com a minha altura, então muitos saltos! Hoje eu estou de boa, gosto de usar sapatos mais baixinhos. Foi um certo desapego com a minha altura de entender que é bonitinho ser baixinha. Hoje eu como sem culpa, mas é uma coisa que precisa ser trabalhada, precisa de muita informação!”, contou.

Ao fazer seu relato, a diva finalizou com um ensinamento sobre empoderamento e reflexão da indústria da beleza. “É um trabalho constante que a gente tem que fazer como mulher e olhar o que tem de mais lindo, focar nisso e entender que todo mundo um dia envelhece, pode engordar , e a gente tem que ser saudável antes de um corpo perfeito. É você se sentir amada e querida por outras milhões de coisas maravilhosas que às vezes não é um nariz perfeito, um olho azul, mas que tem sua beleza também, né?”, disse.

CONFIRA: 


Vitor Balciunas Publicado terça 26 março, 2019


Último acesso: 06 Aug 2020 - 10:40:39 (316267).