Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
TV / ENTREVISTA

Mariana Godoy revela ter sofrido burnout enquanto trabalhava na Globo: 'Chorei de cansaço'

Em entrevista à CARAS Brasil, Mariana Godoy relembrou momento desgastante

Mariana Arrudas Publicado em 23/09/2023, às 17h30 - Atualizado às 18h33

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Montagem de fotos da jornalista Mariana Godoy durante entrevista à CARAS Brasil - Foto: Reprodução/CARAS
Montagem de fotos da jornalista Mariana Godoy durante entrevista à CARAS Brasil - Foto: Reprodução/CARAS

A jornalista Mariana Godoy (54) revelou já ter sofrido um burnout, também chamada do de Síndrome do Esgotamento Profissional, em um período em que trabalhava na Globo, na apresentação de um jornal local. "Comecei a chorar de cansaço e não parei por uns três dias."

Em entrevista à Leila Schuster, durante o especial CARAS 30 anos, Mariana Godoy relembrou o episódio. "Eu ia fazer uma entrada ao vivo, no jornal local. Aí alguém fala: 'Mariana, seu horário amanhã é 5 da manhã'. Não sei de onde surgiu esse ódio, ele surgiu das profundezas da terra e foi subindo."

A jornalista conta que sentiu muita raiva, porém, conseguiu controlar sua expressão facial enquanto administrava diversos pensamentos. "A minha cabeça estava assim: 'Peço demissão ao vivo? Xingo todo mundo? O que eu faço?'".

Leia também:Mariana Godoy impressiona ao mostrar flexibilidade no yoga

Ela conseguiu fazer a chamada para o programa com ajuda do diretor da época, Paulo Roberto Leandro, que percebeu o que estava acontecendo e, calmamente, pediu que Mariana Godoy falasse o texto da entrada do jornal.

"[Ele] sentiu que tinha alguma coisa errada acontecendo, e só apertou o botão e falou: 'Fala querida'. A voz dele abaixou minha adrenalina. Quando você vir alguém muito nervosa, não adianta gritar. Não fale 'calma' para uma pessoa que está nervosa. Fala baixo, se possível dê um abraço."

Depois disso, a jornalista conta que fez a chamada e o diretor a agradeceu por ter falado. Godoy diz que, após receber o agradecimento de Paulo Roberto, passou a chorar de cansaço, e não parou por cerca de dois ou três dias.

"A Sandra Annenberg já tinha passado por isso, tinha sido internada em um hospital em uma semana antes, e eu fui a próxima", conta ela, que também citou Fátima Bernardes. "Eu trilhava muito nos passos que elas abriram, ela ficou com esse burnout e eu, como substituta dela, peguei o mesmo ritmo."

CONFIRA TRECHO DA ENTREVISTA DE MARIANA GODOY:

ASSISTA NA ÍNTEGRA A ENTREVISTA DE MARIANA GODOY: