Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS
TV / Falou tudo!

Bruna Marquezine reflete sobre vida de solteira: ''Quase não consigo me ver hoje com alguém''

Bruna Marquezine desabafa sobre vida de solteira, sexo e relembra namoro com Neymar Jr.

CARAS Digital Publicado em 14/12/2020, às 15h31 - Atualizado às 16h01

Bruna Marquezine reflete sobre vida de solteira: ''Quase não consigo me ver hoje com alguém'' - Reprodução/Instagram
Bruna Marquezine reflete sobre vida de solteira: ''Quase não consigo me ver hoje com alguém'' - Reprodução/Instagram

Aos 25 anos, Bruna Marquezine falou sobre sua vida de solteira em entrevista ao caderno Ela, do jornal O Globo.

"Quase não consigo me ver hoje com alguém. É claro que amanhã isso pode mudar. Até porque, quando eu me encanto, por mais que não namore, fico parada ali. Não tenho necessidade de ir para outra pessoa para ver como é", disse.

Em outro momento, ela também sobre sua vida sexual: "Sexo é a maior troca de energia entre seres humanos. Não transo só pelo prazer. Se for por isso, tem outras maneiras de se satisfazer sozinha. Não consigo banalizar. Escuto muito isso: “Ser solteiro está fod*!”. Eu falo: ‘Gente, estamos em 2020, ninguém tem um vibrador?'", questionou.

A morena ainda garantiu que só consegue se envolver com quem conhece. "Sei que é delicado falar, não gosto de ficar escancarando a minha vida sexual… Só consigo me relacionar com quem eu confio, admiro e conheço, pelo menos, um pouco. Mas não julgo. Cada um vive de acordo com as suas escolhas. Essa é a minha".

NAMORO COM NEYMAR JR.

Bruna não assume publicamente nenhum relacionamento desde o fim do namoro com Neymar Jr. Na ocasião, a artista relembrou o interesse da mídia no relacionamento e lamentou que suas entrevistas se resumiam à sua vida amorosa.

"Nunca fiquei ressentida nem magoada, eu ficava frustrada. Simplesmente pelo fato de que eu dava entrevistas gigantes abordando assuntos relevantes, principalmente para falar sobre meu trabalho, que é o que eu tenho de mais precioso para trocar com o próximo, e sempre deixavam essa pergunta para o final... E era sempre muito frustrante ver a chamada da entrevista resumida a um namoro".

"Quantas vezes ouvi: 'Desculpa, mas tenho que te perguntar sobre ele'. Já faz mais de três anos que eu não me relaciono com essa pessoa, mas muita gente ainda tem necessidade de atrelar a minha imagem à dele e a dele à minha. Mas acredito que um dia isso acabe", concluiu.