revista Abre

Juliana Alves e suas duas joias

Em Orlando, com Ernani e Yolanda, mergulho nas lúdicas águas

Marcos Salles Publicado quinta 7 novembro, 2019

Em Orlando, com Ernani e Yolanda, mergulho nas lúdicas águas
Juliana e Ernani com a fofa Yolanda, no Discovery Cove, que tem como atrativo a interação com golfinhos - Marcos Salles

As férias da atriz Juliana Alves (37) e do cineasta Ernani Nunes (49), com a participação especial da pequena e animada Yolanda (2), terminaram em grande estilo. Antes de Juliana começar a se preparar para Salve-se Quem Puder, nome provisório da próxima novela das 7 da Globo, e de Ernani apresentar seu filme Injúria, o qual dirigiu e fez o roteiro, eles foram para a Flórida a convite de CARAS e do SeaWorld Parks & Entertainment para momentos de puro divertimento. “Foi minha primeira vez nos EUA e confesso que foi muito melhor do que imaginava, em parques com atrações para a família inteira”, elogia a atriz, que, no final do desfile com os personagens de Vila Sésamo, no SeaWorld Orlando, invadiu a pista com Ernani e Yolanda, como se estivesse atrás da última escola na Marquês de Sapucaí.

Já no parque Discovery Cove, o casal colocou um capacete especial de mergulho e caminhou embaixo d’água entre peixes, arraias e tubarões, estes separados por vidro.

– Como foi estrear na montanha-russa?

Juliana – Foi desesperador. Confesso que tenho medos ridículos e coragens absurdas. De vez em quando, eu mesma me surpreendo. Não consigo ficar no escuro muito tempo sozinha.

– E o que te levou para a montanha-russa?

– O desejo de superar este medo. E fui numa bem difícil, hein! Se soubesse como seria não teria ido, mas, no final das contas, valeu muito a experiência, Se eu iria de novo? Não!

– Como foi a performance da Juliana?

Ernani – Fiquei muito orgulhoso dela, porque teve coragem. Foi bem desafiador e conseguiu ir.

– Juliana mãe está aprovada?

Juliana – Sou muito autocrítica e estou me saindo bem no “departamento” mãe. Com todos os meus defeitos, procuro que a parte mãe seja a melhor. Sou muito mais organizada com as coisas dela do que com as minhas. E procuro dar uma educação com liberdade, informá-la, mas sem antecipar assuntos à idade dela. Ao mesmo tempo em que não mimo, procuro mostrar a ela que está cercada de afeto, atenção e que pode contar comigo. Uma linha tênue, mas importante administrar isso para que ela seja uma pessoa forte, conheça e saiba lidar com o não, além de aceitar saber onde termina o espaço dela e onde começa o do outro.

– Ernani, o que mais admira na Juliana?

Ernani – Ela é uma mãezona nota 10 e a melhor que eu poderia ter para ser a mãe da minha filha. A maior preocupação dela é a Yolanda. Também acho impressionante a militância dela, que se preocupa com o planeta, com os mais oprimidos, com o próximo.

– Juliana, como é este seu lado ativista?

Juliana – Eu sempre tive esta relação com o ambiente que eu vivo, estou sempre atenta com tudo à minha volta. É a minha forma de ver o mundo, como posso contribuir para que o outro tenha uma situação melhor. É inevitável que eu esteja envolvida com as causas sociais. Meus pais sempre foram muito envolvidos com movimentos sociais, daí ter esta coragem de falar, me posicionar. No momento atual de nosso País, é inevitável.

 

Último acesso: 05 Jun 2020 - 01:36:55 (334246).